Mulher tenta levar cavalo a lugar seguro durante incêndio que atinge o Sul da Califórnia | MARK RALSTON/AFP
Mulher tenta levar cavalo a lugar seguro durante incêndio que atinge o Sul da Califórnia| Foto: MARK RALSTON/AFP

Uma pessoa e 29 cavalos morreram e mais de 200 mil habitantes deixaram suas casas após um incêndio de grandes proporções se espalhar pelo Sul da Califórnia, nos Estados Unidos, no final da semana. Os animais estavam em uma propriedade rural.

Proprietária do rancho, Patricia Padilla disse ao Los Angeles Times que foi obrigada a evacuar o local imediatamente após a chegada dos bombeiros, e que não conseguiu salvar os animais, que morreram carbonizados:

“Eu somente conseguia pensar nos cavalos, mas os bombeiros gritavam ‘saia, saia, saia’. Estruturas podem ser reconstruidas, mas as vidas dos cavalos não. Isso me parte o coração”.

Durante o sábado, os brigadistas seguiram no combate ao fogo e os oficiais alertaram que fortes ventos podem criar novas condições para que as chamas continuem a se espalhar.

Esse já é o maior incêndio florestal do estado norte-americano, tendo queimado perto de 150 mil acres (cerca de 607 quilômetros quadrados) e mais de 500 construções.

O governador da California, Jerry Brown, lamentou que os incêndios estejam se tornando rotina: “Estamos enfrentando uma nova realidade no estado, na qual o fogo ameaça as vidas das pessoas, suas propriedades, seus vizinhos e, claro, bilhões de dólares”.

O incêndio se espalhou rapidamente, por mais de 22 quilômetros, no primeiro dia do incêndio. Em diferentes regiões atingidas do estado, 80% e 50% do fogo havia sido completamente contido até este sábado. Mais de 4 mil homens estão trabalhando no combate às chamas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]