i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Retrospectiva

2005 de olho no retrovisor

  • PorRoberto Couto
  • 01/01/2006 16:16

No ano passado, não faltaram fatos marcantes do mundo sobre rodas no Paraná. E até quem não é tão apaixonado por carros acabou tendo o seu dia-a-dia alterado, seja pela queda de uma ponte ou pela ocupação dos postos de pedágio.

A ponte que caiu

Por volta das 23 horas, do dia 25 de janeiro, o motorista de caminhão Zonardi José do Nascimento perdeu a vida quando parte da ponte do Capivari, na BR-116 (que liga Curitiba a São Paulo), desabou na represa. Depois de quase 12 meses, as obras de reconstrução da nova ponte – localizada a 40 km da capital – ainda não terminaram. A previsão do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (Dnit) é que os trabalhos terminem no próximo mês. Estão sendo investidos R$ 30 milhões na reconstrução da ponte do Capivari.

Volta ao passado

A cada ano os eventos de antigomobilismo vêm crescendo em qualidade e público no Paraná. Tanto que o estado sediou, em novembro, o 14.° Encontro Sul-Brasileiro de Carros Antigos. Durante a mostra, realizada em Ponta Grossa, mais de 450 modelos clássicos foram expostos. Outros eventos que mobilizaram os aficionados foram o IV Encontro Paranaense de Veículos Antigos e Especiais de Antonina, em junho; e o encontro promovido no mês passado, em Curitiba, pelo Elas – Clube Feminino de Automóveis Antigos e Especiais.

Salão das "máquinas"

A 9.ª edição do Salão do Automóvel de Curitiba, realizada entre os dias 19 e 27 de novembro, em Pinhais, mais uma vez confirmou sua posição de segundo maior do gênero do país (perde apenas para a mostra paulista, que ocorre a cada dois anos). O evento paranaense reuniu as últimas novidades nacionais e importadas, como o novo Vectra e o ainda inédito nacional Renault Mégane Sedan, que será lançado em março deste ano. E, como nas edições anteriores, não faltaram mulheres bonitas para dividir as atenções com os lançamentos.

Arrancadão atrai multidões

Os eventos de arrancada – popularmente conhecidos como "arrancadões" – vêm conquistando cada vez mais adeptos. As cinco etapas paranaenses e o 12.° Festival Força Livre atraíram para o Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais, uma média de 30 mil pessoas por evento. Divididas em 22 categorias, com cerca de 300 carros, as provas de arrancadão reúnem desde carros comuns até os exóticos dragsters, aqueles carros de corrida com carroceria alongada e que podem atingir uma velocidade de até 400 km/h.

A "guerra" do pedágio

Invasões de integrantes de movimentos sociais. Ameaças de encampação pelo governo do estado. Batalhas judiciais. A cobrança de pedágio nas rodovias paranaenses continuou a causar polêmica em 2005. Além disso, os motoristas do estado estão pagando mais caro para rodar pelas estradas administradas pelas concessionárias. Com o reajuste autorizado no mês passado, alguém que viajar de carro de Curitiba para Paranaguá terá que pagar uma tarifa R$ 10,60 (só para ir). Na média, em todo o Paraná, as tarifas custam R$ 6,25.

A febre do tuning

Os carros tuning (personalizados) já são uma febre no Paraná. Durante 2005, não faltaram eventos voltados para o segmento, como o realizado em dezembro em Londrina e as duas edições do Meca Car Show em Curitiba. Em cada um dos eventos da capital, cerca de 13 mil pessoas visitaram os estandes para conferir as últimas novidades em personalização visual e mecânica. Um dos pontos altos foi o duelo internacional, realizado em outubro, envolvendo três tunados: o Corolla Predador, do Paraguai; o Corsa Mutante, do Brasil; e o Palio, da Argentina.

Vendas em alta

As concessionárias paranaenses só tiveram o que comemorar em 2005. As vendas de novos cresceram 10,45% de janeiro a novembro. Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores no Paraná (Fenabrave-PR), foram comercializadas no período 219.980 unidades contra 199.168 no mesmo período de 2004. Os carros bicombustíveis foram um sucesso a parte: de janeiro a novembro, foram emplacados 68.454 carros flexíveis, segundo o Detran-PR, 117% a mais em comparação aos 31.563 modelos durante todo o ano de 2004.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.