Foto: Honda/ Divulgação
Foto: Honda/ Divulgação| Foto:

A chegada da nova geração do Toyota Corolla, prevista no Brasil para outubro, fez a Honda mexer no Civic, principal concorrente do sedã médio líder de vendas. A linha 2020 estreia nas lojas neste mês de agosto com a primeira atualização da geração 10, lançada em 2016 (veja os preços).

A mudança no design é leve, quase imperceptível. Praticamente se resume a um novo desenho das rodas e dos para-choques, que também ganharam um aplique cromado em "L" acima das luzes de neblina (preto no Sport). Na traseira, o friso cromado foi colocado na base para-choque.

A marca preferiu adicionar equipamentos e reposicionar as versões. Foi aposentada a versão de entrada Sport manual de seis marchas, que custava R$ 92.300. Era a única opção com câmbio mecânico no segmento de sedãs médios. Agora, o Civic só vem equipado com transmissão automática do tipo CVT, que simula 7 velocidades.

Versão inédita LX. Foto: Honda/ Divulgação
Versão inédita LX. Foto: Honda/ Divulgação

Com isso surge uma nova versão de entrada, a LX, que custa R$ 97.900. Entre os principais itens de série, estão:

  • ar-condicionado digital;
  • freio de estacionamento eletrônico;
  • controle de velocidade cruzeiro;
  • rodas aro 17 com dez raios;
  • câmera de ré;
  • controles de tração e de estabilidade;
  • seis airbags;
  • monitoramento de pressão nos pneus.

Já a Sport subiu dentro do catálogo do carro e, além do CVT e dos equipamentos acima, recebeu:

  • central multimídia com tela de 7 polegadas e conexões Android Auto e Apple CarPlay;
  • sensor de iluminação;
  • retrovisor interno antiofuscante.
  • obs.: não adota as novas rodas.
Friso cromado contorna as luzes de neblina. Foto: Honda/ Divulgação
Friso cromado contorna as luzes de neblina. Foto: Honda/ Divulgação
Carregamento do celular por indução (sem fio) é uma das novidades. Foto: Honda/ Divulgação
Carregamento do celular por indução (sem fio) é uma das novidades. Foto: Honda/ Divulgação

A configuração intermediária EX incorpora:

  • oito alto-falantes;
  • bancos em couro no tom preto quando a carroceria é na cor branco perolizado, prata ou preto, e na cinza, quando a carroceria é cinza, azul ou branca (válido também para a EXL e Touring).

A EXL repete os itens citados e agrega:

  • sensor de chuva;
  • chave presencial que permite o acesso ao carro sem a chave na mão e partida por botão;
  • ar-condicionado com duas zonas de temperatura.
  • saída de ventilação para o banco traseiro.
Foto: Honda/ Divulgação
Foto: Honda/ Divulgação
Foto: Honda/ Divulgação
Foto: Honda/ Divulgação

A topo de linha Touring 1.5 turbo, tabelada em R$ 134.900, inclui como novidades:

  • carregador de celular por indução;
  • assento elétrico com ajuste lombar;
  • sistema de som premium de 452 watts;
  • 10 alto-falantes e subwoofer.

Não foi desta vez que o Civic incorporou o pacote Sensing, disponível no sedã em outros mercados. Ele entrega equipamentos de segurança como frenagem automática de emergência, assistente de permanência em faixa, entre outros. No Brasil continua disponível apenas na nova geração do Accord.

A motorização permanece a mesma. A 2.0 flex aspirada, de 155 cv e 19,5 kgfm, que equipa todas as versões do modelo, com exceção da Touring, que leva a 1.5 turbo a gasolina, de 173 cv e 22,4 kgfm disponíveis a 1.700 rpm.

Foto: Honda/ Divulgação
Foto: Honda/ Divulgação
VersãoPreço 2020Preço antigo
Civic LXR$ 97.900versão inédita
Civic SportR$ 104.100R$ 99.900
Civic EXR$ 107.600R$ 106.400
Civic EXLR$ 112.600R$ 110.000
Civic TouringR$ 134.900R$ 128.900

LINHA 2020 x ANTERIOR

10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]