Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Na dianteira, saltam aos olhos os enormes nichos do parachoque, que acomodam as luzes auxiliares e funcionam como entradas de ar | Divulgação
Na dianteira, saltam aos olhos os enormes nichos do parachoque, que acomodam as luzes auxiliares e funcionam como entradas de ar| Foto: Divulgação

Ao volante

Versão ganha alma e tocada esportiva

Apesar do apelo mais esportivo do novo Si, não foi desta vez que o modelo passou a ser sobrealimentado por um turbocompressor. Mesmo assim, os 14 cv a mais de potência em relação à versão anterior e a melhora no torque em quase 5 kgfm deixaram o modelo mais divertido de dirigir.

A força máxima é obtida em 4.400 rpm (no antecessor era em 6.100 rpm), o que garante respostas mais rápidas de aceleração e retomada. Tal desempenho pode ser acompanhado em tempo real pela central de performance, que afere a potência e torque em uso enquanto se acelera.

O sistema i-VTEC foi aperfeiçoado de modo a gerar fôlego extra à medida que as rotações vão subindo. A Honda não divulgou dados de desempenho, mas é certo que o cupê ultrapassa facilmente os 200 km/h e cumpre os 0 a 100 km/h na casa dos 7 segundos. A alma esportiva da versão foi reforçada pelos bancos em duas cores e com abas largas nas laterais, que parecem vestir os ocupantes.

O bloco 2.4 emite um ronco grosso, bem perceptível do lado de fora, mas que não invade a cabine. O ajuste de suspensão permite ter o Si sempre a mão, especialmente nas curvas, como pudemos observar na pista da Fazenda Capuava, em Vinhedo (SP). O controle de estabilidade, auxiliado pelo sistema VSA, que auxilia na retomada do domínio do veículo nas saídas de traseira ou de frente, não deixa que condutores mais apressados acabem surpreendidos.

Itens

O pacote de equipamentos do Civic Si tem, entre outros itens, direção e partida elétricas; volante multifuncional; rodas de liga leve aro 18" (225/40); controles de estabilidade e de tração; diferencial com deslizamento limitado LSD (que distribui melhor o torque tanto em curvas como em arrancadas); sistema VSA (que auxilia na retomada do domínio do veículo nas saídas de traseira ou de frente); airbags frontais, laterais e de cortina; central multimídia com tela LCD de 8" sensível ao toque, câmera de ré e entradas auxiliares para USB e HDMI, além do bluetooth; piloto automático; pedaleiras esportivas; e teto solar.

  • Spoiler traseiro é uma das assinaturas de carro esportivo do novo Civic Si
  • Sistema multimídia com tela de 8
  • Bancos em duas cores abraçam os ocupantes

A Honda fez no início da semana o lançamento para a imprensa do novo Civic Si, que volta a ser vendido no Brasil após o fim da produção do modelo na fábrica de Sumaré (SP), em 2011. Desta vez, a versão esportiva chega sob a forma de cupê, e não mais sedã, com importação do Canadá.

A novidade faz a primeira aparição ao público consumidor no Salão do Automóvel de São Paulo, que vai de 30 de outubro a 9 de novembro. Neste período, as principais praças do país receberão o lote inicial para a venda, ao preço de R$ 119.900. Mas, até o fim do ano, o Civic Si pouco será visto nas ruas. Para a primeira fase de lançamento, a marca trará apenas 100 unidades, sendo que cada concessionária contemplada terá de um a dois exemplares para o showroom.

A marca atenderá os locais onde havia demanda pela Si nacional, como Curitiba, São Paulo, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília. Já em 2015, a montadora pretende importar um volume maior de unidades à medida que os concessionários solicitarem.

Além do visual, há duas diferenças marcantes no Si importado. Enquanto o antigo possuía um motor 2.0, que rendia 192 cv e produzia 19,2 kgfm de torque máximo a 6.100 rpm, o atual trará um propulsor de 2,4 litros, de 206 cv e 23,9 kgfm a 4.400 rpm, sempre associado ao câmbio manual de seis marchas.

A versão baseada no facelift da nona geração do Civic traz também um design exclusivo, com duas portas e teto com caimento acentuado, que transmite muito mais esportividade e não se confunde com o Civic sedã, como ocorria anteriormente. O visual do Si cupê remete a outro tipo de veículo. A única semelhança com o irmão sedã está nos faróis afilados. Olhando de frente, salta aos olhos o parachoque com enormes entradas de ar. Já na traseira, as lanternas invadem as laterais do carro e o aerofólio ganhou dimensões maiores em comparação ao anterior. O esportivo vem ainda com ponteira de escapamento cromada, difusor de ar no para-choque e o emblema 'Si' na grade frontal e na tampa do porta-malas.

Por dentro, o painel segue o desenho do sedã, com a característica da iluminação na cor vermelha. Porém, há recursos que são únicos ao carro, como um monitor de potência do motor, bancos de tecido com duas cores, partida elétrica, pedaleiras esportivas, manopla do câmbio com detalhes em alumínio e teto solar.

O modelo estará disponível em quatro cores: laranja, vermelho, branco e preto.

O jornalista viajou a convite da Honda

Civic Si em ação

A versão esportiva do sedã chega renovada, com motor 2.4 de 206 cv e 23,9 kgfm de torque. Primeira aparição ao público será no Salão de São Paulo, no fim do mês.

+ VÍDEOS

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]