i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Seu bolso

Confira os 20 carros novos que mais desvalorizam no Brasil

Levantamento revela os modelos que têm forte depreciação após um ano de uso

  • PorDa Redação
  • 17/07/2017 18:31
 | Reprodução/ Google
| Foto: Reprodução/ Google

Automóvel nunca foi um investimento. É um bem que deprecia ano a ano, alguns mais que os outros. E quanto maior a desvalorização, mais difícil é a sua revenda e mais dinheiro se perde desde o momento da aquisição até a venda.

Entre as causas da depreciação estão a menor procura pelo modelo (os mais caros tendem a ter uma perda maior no valor devido à baixa demanda) e o fato de o carro não ser bem aceito pelos consumidores.

LEIA MAIS: Honda HR-V é o carro que menos deprecia no mercado; veja a lista completa

Para expor melhor esse cenário, a Agência Autoinforme faz anualmente um estudo que compara mais de uma centena de modelos novos, nacionais e importados, das principais marcas que comercializam no país. E revela qual é o valor de depreciação de cada um deles, baseado nos valores reais praticados no mercado - e não de tabela da fábrica.

LEIA MAIS: De Sandero a Ferrari, confira os carros campeões de consumo no Brasil

A partir do estudo feito em 2016, listamos os 20 modelos novos que mais perdem valor após um ano de uso - considerando apenas os exemplares que estão à venda atualmente como zero km. 

O índice engloba vários fatores para a desvalorização como o tamanho e a marca do carro, a rede de concessionários, em especial o  pós-venda, segmento a que pertence, país de origem, volume de vendas e aceitação. 

1.º JAC J3 Turin

Desvalorização: 21,1%

2.º Hyundai Elantra

Desvalorização: 20,3%

3 .º Citroën C4 Lounge

Desvalorização: 20,1%

4.º Chevrolet Cobalt

Desvalorização: 19,1%

5.º Chery Celer Sedan

Desvalorização: 18,9%

6.º Citroën Aircross

Desvalorização: 18,6%

7.º BMW Serie 5

Desvalorização: 18,1%

8.º Hyundai Grand Santa Fe

Desvalorização: 17,6%

9.º Nissan Frontier

Desvalorização: 16,9%

10.º Chevrolet Tracker

Desvalorização: 16,7%

11.º Jeep Cherokee

Desvalorização: 16,7

12.º Dodge Journey

Desvalorização: 16,5

13.º Volkswagen Amarok

Desvalorização: 16,4

14.º Ford EcoSport

Desvalorização: 16,4

15.º Hyundai Tucson

Desvalorização: 16,3

16.º Kia Cerato

Desvalorização: 16,2%

17.º Lifan X60

Desvalorização: 16,1

18.º Mitsubishi L200

Desvalorização: 16,0%

19.º Hyundai Azera

Desvalorização: 16,0%

20.º Peugeot 3008

Desvalorização: 16,0%

A depreciação do 3008 é relativa à geração anterior. A nova (na foto) ainda não chegou às lojas.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.