| Henry Milleo/Gazeta do Povo
| Foto: Henry Milleo/Gazeta do Povo

Nem todos os seminovos são vendidos em perfeitas condições, por isso o preço não deve ser a única preocupação. Verificar a procedência do veículo e a confiabilidade de quem está vendendo é o primeiro passo. Não se iluda por um preço atrativo demais e desconfie se ele for muito menor que o valor de mercado. Pesquise bem na internet antes de sair de casa.

Peça sempre o manual do automóvel e os comprovantes de revisão. Muitas revendas permitem ao cliente levar o automóvel para ser inspecionado por um mecânico de confiança. Se não for permitido, leve este profissional à loja antes de fechar o negócio. Isso evita surpresas como veículo batido e problemas no motor. Também faça um test drive prolongado.

LEIA MAIS: ‘Mecânico amigo’ ajuda na compra e na negociação do carro usado.

Os feirões (não de fábrica ou de concessionária) e os vendedores particulares requerem cuidados redobrados. Como a negociação ocorre sem a figura do revendedor, não há relação de consumo como a estabelecida no Código de Defesa do Consumidor e, portanto, não existe qualquer tipo de garantia legal.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]