Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Newspress
| Foto: Newspress

Você já deve ter ouvido falar de pneus verdes’, né? O nome nada tem a ver com a cor do composto, mas sim ao fato dele agredir menos o meio ambiente e, principalmente, possibilitar ao carro consumir menos combustível, além de ser mais durável e menos ruidoso. É usado em larga escala pelas montadoras, inclusive em vários modelos no Brasil.

A Goodyear, porém, acaba de elevar os pneus verdes a outro patamar e, literalmente, fazer  jus a essa denominação. A fabricante norte-americana apresenta um conceito de pneu chamado de Oxygene, que traz musgos vivos em sua composição. Isso mesmo, plantas que crescem na parede lateral interna do equipamento para produzir oxigênio e absorver poluentes.

ERRATA: Ao contrário do publicado anteriormente, o pneu da Goodyear não traz fungos e mofos em sua superfície interna e sim musgos vivos, responsáveis pelo processo citado acima.

A exótica novidade é uma das atrações do Salão de Genebra, que ocorre na Suíça até o próximo dia 18. O objetivo da marca é contribuir para uma mobilidade urbana mais limpa, conveniente, segura e sustentável.

>>Ranking aponta os carros com os menores custos de manutenção

O projeto utiliza inteligência artificial para cultivar uma espécie de musgo resistente ao calor. Do lado de fora, a banda de rodagem apresenta uma desenho especial para colher umidade da estrada e disseminá-la para o interior. 

A banda também tem a capacidade de aspirar dióxido de carbono (CO²) da atmosfera, contribuindo para a redução da poluição.

A planta absorve o CO² e o transforma em oxigênio através de fotossíntese. Além disso, o musgo é capaz de produzir eletricidade, que por sua vez é usada para alimentar o sistema de inteligência artificial do pneu.

A borracha utilizada para no Oxygene é produzida por impressão 3D de pó de borracha retirada de pneus reciclados. A estrutura do pneu com musgo, assim, dispensa a necessidade de ser preenchido com ar e, por isso, não corre o risco de furar.

Além disso, uma fita luminosa ao redor do pneu pode indicar quando o veículo está fazendo uma curva ou freando. Essas informações seriam assimiladas, segundo a Goodyear, por meio de uma tecnologia LiFi que opera na velocidade da luz e se comunica com pneus de outros veículos e infraestruturas.

>>De Sandero a Ferrari, confira os carros campeões de consumo no Brasil

A fabricante se voltou para o problema da poluição ambiental para projetar o conceito. “Ao contribuir desta forma para gerar um ar mais limpo, o pneu poderia ajudar a melhorar a qualidade de vida e a saúde dos habitantes das cidades”, declarou o presidente da Goodyear na Europa, Oriente Médio e África, Chris Delaney.

>>Os dez carros automáticos mais baratos no Brasil

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]