Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Foto: Harley-Davidson/ Divulgação
Foto: Harley-Davidson/ Divulgação| Foto:

É difícil imaginar uma Harley-Davidson circulando nas ruas sem o seu ronco grosso peculiar, que pode ser ouvido e reconhecido a distância. Em vez disso, um zunido bem agudo que mais lembra a de um motor a jato de avião.

Esse é som que será possível ouvir da LiveWire, a primeira moto elétrica da marca centenária norte-americana. A montadora já está em contagem regressiva para o lançamento, que ocorre em agosto nos Estados Unidos. E o Brasil também faz parte dos planos para receber do inédito veículo.

A intenção é comercializar a novidade no mercado nacional no próximo ano, revela Flávio Villaça, gerente de Marketing da Harley-Davidson no país, ao site Auto Esporte.

Foto: Harley-Davidson/ Divulgação
Foto: Harley-Davidson/ Divulgação

Segundo o executivo a vinda da novidade vai depender da oferta de uma estrutura para a recarga de veículos elétricos e também da preparação das próprias concessionárias da Harley para atender o produto. Villaça disse que o trabalho com a rede autorizada começará em breve.

Nos Estados Unidos, o preço da LiveWire partirá de US$ 29.799 (cerca de R$ 112 mil). Já no Brasil a projeção é na casa dos R$ 120 mil.

Por ora, além dos EUA, Canadá e a Europa devem comercializar a motor ainda neste ano. A marca prevê a venda global até 2021.

>> Projeto propõe fim da obrigatoriedade de fazer autoescola para tirar a CNH

Foto: Harley-Davidson/ Divulgação
Foto: Harley-Davidson/ Divulgação

Performance de Ferrari

A LiveWire é equipada com motor elétrico que rende 105 cv e 11,83 kgfm de torque. O propulsor com zero emissão de poluentes dispensa o uso de câmbio e embreagem. A força despejada é instantânea, fazendo o modelo ir de 0 a 100 km/h em rápidos 3 segundos.

A performance equivale a de uma Ferrari F8 Tributo 3.9 V8 twin-turbo, que atinge a mesma velocidade a 2,9 s. A máquina italiana foi lançada neste ano e substitui a 488 GTB. Ela desenvolve 720 cv e 73,4 kgfm de torque.

Segundo a montadora, a bateria da LiveWire entrega uma autonomia de 235 quilômetros em ambiente urbano. Já no uso combinado com rodovia, o alcance de uma carga completa é de 152 km.

>> Chevrolet prepara picape anti-Toro com motor turbo e visual agressivo

O reabastecimento de energia leva 40 minutos para receber 80% da carga e 1 hora para atingir 100% no dispositivo de carga rápida. A regeneração de energia também acontece com o uso do freio motor.

A novidade oferece 7 modos de pilotagem, freios ABS, duplo disco na dianteira e disco na traseira, controle de tração e anti-deslizamento, suspensões ajustáveis, painel de instrumentos de 4,3 polegadas sensível ao toque e luzes de led.

Novas apostas elétricas

Ao contrário do segmento de carros, o investimento de uma grande montadora em motos elétricas ainda é reduzido. Além da H-D, a BMW é outra que aposta na motorização 'sem barulho'. O scooter C-Evolution é vendido na Europa, mas deve demorar para chegar ao Brasil.

No ano passado, a Honda apresentou no Japão as versões híbridas e elétricas do PCX. Já a americana Zero atua há mais tempo neste mercado.

A LiveWire foi revelada há cinco anos e é apenas a primeira de outras elétricas que montadora pretende lançar nos próximos anos. A marca até já revelou conceitos de scooter e bicicleta movidas a eletricidade.

>> Governo oficializa as novas regras para tirar a CNH; veja o que muda

SIGA O AUTO DA GAZETA NO INSTAGRAM

Ver essa foto no Instagram

FIAT TORO GANHA ‘PORTA-MALAS’ A Fiat lança a linha 2020 da Toro com um tapa no visual e uma nova versão que apresenta uma solução usada nas décadas de 1980 e 90: a caçamba com capota marítima rígida. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O item integra a configuração Ultra e terá acionamento elétrico. Feita em fibra de carbono, a novidade melhora a vedação acústica e a proteção contra infiltração de água, o que transforma o compartimento numa espécie de porta-malas para a picape. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O proprietário terá a opção de removê-la e usar a caçamba no formato tradicional. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Ao contrário do restante da linha, que chegará às lojas nos próximos dias, a Ultra só estreia em novembro baseada na versão Volcano 2.0 turbodiesel, de 173 cv e 35,7 kgfm, associado ao câmbio automático de nove marchas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O preço não foi revelado, mas deve ficar na faixa entre R$ 150 mil e R$ 160 mil. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Outra novidade na Toro 2020 é o pacote personalizado S-Design para a versão Freedom, além das novas opções Endurance 1.8 flex manual e 2.0 turbodiesel AT6. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ No visual há uma leve alteração no para-choque frontal, que adotou um estilo que simula um quebra-mato, mas tem função apenas estética. Destaque ainda para a nova central multimídia de 7 polegadas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Os preços da picape variam de R$ 92.990 a R$ 159.990. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Confira todos os detalhes do repaginada Toro no endereço www.gazetadopovo.com.br/automoveis ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #fiattoro #toro2020 #fiatbrasil #toroultra #fcalatam #fcabrasil #picape #capotamaritima #carros #veiculos #automoveis #gazetadopovo

Uma publicação compartilhada por Automóveis Gazeta do Povo (@autogazetadopovo) em

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]