Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Na terra, a nova versão do Jeep Wrangler mostra sua verdadeira vocação. O modelo está no mercado brasileiro desde 1997 | Malagrine Estúdio Fotográfico
Na terra, a nova versão do Jeep Wrangler mostra sua verdadeira vocação. O modelo está no mercado brasileiro desde 1997| Foto: Malagrine Estúdio Fotográfico
  • Cherokee Limited se junta à versão Sport e chega por R$ 12 mil a mais
  • Wrangler Unlimited, com vocação off-road, vai bem no asfalto, mas sem muito conforto

A Jeep, uma das marcas Chrys­ler, chega com duas novidades nas linhas Cherokee e Wran­gler. A montadora, agora sob a gestão da Fiat Internacional, quer recuperar seu espaço no mercado.

O Cherokee Limited vem se juntar ao Sport. O motor V6 de 3.7 litros gera 205 cavalos de po­­tência. Segundo o fabricante, o consumo de combustível é de 5,9 km/l na cidade e 11,2 km/l na es­­tra­­da. A transmissão é automática, de quatro velocidades. A nova versão chega por R$ 129.900, enquanto a Sport sai por R$ 117.900.

Do lado de fora, a Cherokee Limited tem grades frontais e pro­­tetores laterais cromados. As rodas são de alumínio de 17". Den­­tro, os bancos vêm revestidos em couro e os assentos dianteiros contam com sistema de aquecimento com ajuste elétrico. O teto solar também tem acio­­namento elétrico.

E para quem compartilha o carro com outro motorista, o Cherokee Limited vem equipado com o novo sistema de Memória Jeep. Há dois ajustes pré-definidos que memorizam a posição dos espelhos retrovisores e do ban­­co do motorista, além de es­­tações de rádio.

No quesito segurança, a versão Limited, assim como a Sport, tem freios ABS, Programa de Es­­tabilidade Eletrônica (ESP), controle de tração em qualquer velocidade e air bags laterais adicionais. Os apoios de cabeça são ati­­­­vos, ou seja, se movimentam para cima e para frente protegen­do a cabeça e o pescoço dos ocu­pan­­tes em caso de colisão traseira.

O Cherokee Limited tem tração nas quatro rodas e pode ser usado tranquilamente em trechos off-road. Mas o modelo também roda muito bem no asfalto, com conforto para os ocupantes.

Fora de estrada

Essa é uma característica diferen­te observada no Jeep Wrangler Unlimited 4 portas, nova versão do Jeep Wrangler, modelo que es­­tá no mercado brasileiro desde 1997. Basta rodar com o carro no asfalto para perceber que não se trata do terreno mais indicado pa­­ra um veículo que teve sua ca­­pacidade 4x4 aprimorada.

Mas é só levar o jipão para a terra e sua vo­­cação fica bem clara. O veículo es­­­­tá preparado para enfrentar di­­versos níveis de dificuldade no off-road. Ele encara subidas e des­­cidas severas devido ao seu ân­­gulo de entrada de 38o, de rampa de 21o e de saída de 31o.

A robustez de fora, no entanto, não se repete do lado de dentro, onde predomina o conforto. Os bancos dianteiros são mais anatômicos e há ajuste de altura do assento do motorista. Os bancos traseiros acomodam dois adultos, mas podem ser re­­batidos para ampliar a área de bagagem.

O Jeep Wrangler Unlimited é descendente direto do original, o Willys MB 1941. O carro vem equi­­­­pado com motor V6 de 3.8 litros com 199 cv. Para segurança dos ocupantes, o modelo oferece freios ABS, ESP, air bags, sistema de travamento para assentos infantis, anticapotamento eletrônico, barras de im­­pacto lateral nas portas, entre outros itens.

Retomada

Os novos modelos da marca Jeep e a ampliação da família do crossover Dodge Journey – apresentada na edição de quarta-feira passado do caderno Automóveis, Motos & Cia – fazem parte das ações da Chrysler para a retomada do ritmo de vendas depois do processo de concordata. A montadora nor­­te-americana só não foi à fa­­lência graças ao auxílio do governo dos Estados Unidos.

Foram dois anos sem novidades para a rede de 32 concessionárias. Mas agora as notícias são boas, diz Philip Derderian, diretor-geral da Chrysler. Nos Esta­­dos Unidos, as vendas cresceram 33% em maio de 2010 em comparação com o mesmo mês do ano passado.

* * * * * *

A jornalista viajou a convite da Chrysler.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]