Campinas – A Mercedes-Benz está ampliando a sua linha de chassis de ônibus urbano articulado e aposta em duas inovações para se manter como líder no mercado nacional. A versão O 500 traz agora motor na traseira e terá como opcional o sistema de suspensão pneumática ECAS, que permite entre outras funções rebaixar ou elevar o nível de altura do veículo.

As novidades visam atender a três conceitos básicos no transporte de passageiros: segurança, conforto e agilidade. "O motor traseiro empurra o veículo, o que garante melhor estabilidade e rápido retorno à situação de dirigibilidade para o motorista, ao mesmo tempo que reduz o nível de ruído e menor irradiação térmica no interior do ônibus", salienta Phillip Schiemer, vice-presidente de Vendas da DaimlerChrysler no Brasil.

No sistema ECAS, o veículo é rebaixado em até 7 centímetros, favorecendo o embarque e desembarque de passageiros, ou elevado para vencer obstáculos e desníveis acentuados. O mecanismo é opcional e está disponível somente no modelo 0 500 UA, construído para piso baixo, onde os pontos de embarque são no nível da calçada. "O sistema até desobriga a presença da plataforma de elevação para o acesso de cadeirantes", ressalta Gílson Mansur, diretor de Vendas. A outra versão é a O 500 MA (piso normal), mais indicada para corredores que utilizam plataformas de embarque elevadas.

O produto sai de fábrica já preparado para o encarroçamento, não necessitando de alongamento para o aumento do entreeixos ou do comprimento do ônibus. A capacidade de transporte pode chegar a 180 passageiros.

Inicialmente, a nova linha será comercializada apenas sob encomenda, com o preço sugerido de R$ 422.916 para a versão O 500 MA e R$ 440.104 para a O 500 UA. A empresa oferece garantia nacional de um ano para o chassi e de dois anos para o trem-de-força e o sistema de articulação dos ônibus, sem limite de quilometragem.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]