Na parte mecânica, a nova K 1200 GT também traz boas novidades que devem agradar ao consumidor brasileiro. O motor escolhido para equipá-la é o mesmo dos modelos K 1200 S e K 1200 R. Trata-se de um quatro cilindros em linha com 1.157 cm3, comando duplo no cabeçote (DOHC), capaz de gerar uma potência máxima de 152 cv a 9.500 rpm com torque máximo de 13,0 kgfm a 7.750 rpm.

Segundo Ike Zorning, da Star News, que rodou mais de 3 mil quilômetros com a moto na Europa, seu comportamento é mais do que suficiente para uma estradeira. É segura e seu desempenho pode ser comparado a uma esportiva já que faz de 0 a 100 km/h em apenas 3,1 segundos. Já no que se refere à economia de combustível, mantendo uma velocidade de cruzeiro de 120 km/h, o consumo fica na casa dos 17 km/l com um tanque de 24 litros de capacidade. O câmbio é de seis velocidades com a transmissão final feita por eixo cardã.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]