Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
(Divulgação/Toyota)
(Divulgação/Toyota)| Foto:

Se o painel do novo Corolla Altis Híbrido não avisa, você nem percebe que o carro está ligado. O silêncio é a marca registrada da nova geração do carro mais vendido do mundo e que foi lançado oficialmente na última terça-feira (3), no Guarujá, litoral paulista.

Nesta quarta (4), foi a vez de conferir o desempenho do Corolla 2020 no test-drive. E a primeira coisa que chamou a atenção foi a ausência de barulho. Entramos no modelo Altis Híbrido e não percebemos que já estava ligado. O instrutor que apontou no painel a palavra Ready em letras verdes, mostrando que o motor já estava funcionando.

Os jornalistas foram divididos em cinco grupos durante o test-drive e cada dupla conseguiu dirigir duas versões. Comecei com o Altis Híbrido, que traz um motor a combustão de 1.8l e mais dois motores elétricos, que atuam ao mesmo tempo e deixam o carro extremamente silencioso.

O Corolla manteve o seu conforto interno, com muito espaço para o motorista e passageiros, inclusive os que vão atrás. A posição de dirigir também é perfeita, com ajustes elétricos para o motorista em até oito posições.

(Divulgacão/Toyota)
(Divulgacão/Toyota)

Ao pisar no acelerador a resposta é imediata. Mesmo sem aquele ronco tradicional, o Corolla arranca agilmente e você não sente as mudanças de marchas. Aliás, a transmissão Direct Shift de 10 velocidades casa muito bem com o conjunto de motores do modelo híbrido.

Recheado de tecnologia, o novo Corolla é muito estável nas curvas e a suspensão trabalha muito eficiente, fazendo o trajeto, muitas vezes esburacado, quase não ser sentido. O sensor de mudança de faixa é outro ponto que chama a atenção. Ao ultrapassar a faixa em que você se encontra, o Corolla emite um sinal sonoro, avisando o motorista.

Rodamos por um trecho urbano do Guarujá e também pela rodovia. O Corolla é imponente, chama a atenção dos demais motoristas e é muito econômico. A utilização dos motores elétricos faz o marcador de combustível permanecer estático. No painel, uma tela TFT de 7” informa o consumo da bateria, que é recarregada automaticamente quando os freios são acionados.

O Altis híbrido, que custa R$ 124.990, tem tudo para agradar o consumidor que está querendo economizar combustível e ao mesmo tempo poupar o meio ambiente, pois a emissão de CO2 é de apenas 29 gramas.

(Divulgação/Toyota)
(Divulgação/Toyota)

Outra versão

Depois do Altis Híbrido foi a vez de testar a versão XEI, com motor 2.0 L e 177 cv. Pegamos uma estrada rumo à Marina Porto do Sol e rodamos uns 20 quilômetros. É incrível como o som do motor faz a diferença. Se no híbrido não se escutava o barulho, neste XEI faz bem aos ouvidos.

O ronco faz você querer acelerar. E o motor de 177 cv empurra o novo Corolla com muita facilidade. O carro está mais na mão. O volante revestido em couro tem uma ótima pegada e os equipamentos a bordo deixam a condução segura e tranquila.

O XEI custa R$ 110.990 e traz bancos de couro, faróis em LED, ar-condicionado automático, controle de velocidade de cruzeiro, modo de seleção de condução Sport, paddle shift, sistema de destravamento das portas por sensores na chave (Smart Entry), sistema de partida por botão (Start Button/Push Start), faróis de neblina dianteiros em LED e espelho retrovisor interno eletrocrômico.

(Divulgação/Toyota)
(Divulgação/Toyota)

Equipado com o motor 2.0 L Dinamyc Force, que é produzido na fábrica de Porto Feliz, no interior paulista, o XEI é 15% mais potente que a geração anterior e mais econômico. Além de apresentar uma excelente dirigibilidade.

Resumindo, a Toyota dá um salto incrível com o novo Corolla e promete aumentar o abismo nas vendas para a concorrência, especialmente na questão de preço, onde a montadora japonesa conseguiu um bom custo-benefício. Os modelos estarão nas lojas de todo o Brasil a partir do dia 12 de setembro.

*O jornalista viajou a convite da Toyota

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]