(Divulgação/Volkswagen)
(Divulgação/Volkswagen)| Foto:

Se os carros elétricos são o futuro, o que fazer com os modelos à combustão? Uma alternativa é transformá-los em elétricos. É o que vai fazer a Volkswagen com seus modelos clássicos, começando pelo Fusca. Imagens do primeiro e-Beetle já foram divulgadas pela marca e o protótipo será exibido no Salão do Automóvel de Frankfurt, que começa nesta semana.

A ideia não é acoplar novos motores elétricos e baterias às correntes de transmissão existentes, mas fazer uma substituição completa. Para isso, serão utilizadas peças já produzidas em série pela Volks e utilizadas no e-Up!, modelo totalmente elétrico da montadora. A conversão em si ficará a cargo da empresa alemã chamada eClassic.

Com a transformação, os Fuscas passarão a contar com motor que terá o equivalente a 82 cv de potência. A bateria, que será colocada sob o assoalho, terá capacidade de 36,8 kWh com autonomia de até 200 quilômetros . De acordo com a montadora, na versão elétrica, o modelo vai atingir até 150 km/h, acelerando a 50km/h em pouco menos de quatro segundos.

(Divulgação/Volkswagen)
(Divulgação/Volkswagen)

A Volkswagen não divulgou informações sobre o preço da conversão - mas sabe-se que elas não são baratas. Ainda assim, ela pode ser uma boa alternativa para as cidades que estão restringindo ou banindo a circulação de veículos à combustão.

Além do Fusca, as empresas já trabalham na produção de um kit de eletrificação similar para a Kombi e não descartam o desenvolvimento de um para o Porsche 356. A conversão de veículos à combustão em elétricos já é feita pela Aston Martin e pela Jaguar.

  • (Divulgação/Volkswagen)
  • (Divulgação/Volkswagen)
6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]