Blog André Pugliesi
0

Na Colômbia, diretoria do Atlético viu o que é realmente “torcida humana”

Albari Rosa/Gazeta do Povo
Albari Rosa/Gazeta do Povo

A primeira final da Sul-Americana teve todos os ingredientes que fazem o futebol ser único. Tensão no gramado e, especialmente, a atmosfera única no esporte. Cenário com uma torcida local enlouquecida em vermelho, branco e azul e, ainda, visitantes briosos, mesmo que em número reduzido.

E o melhor. Nada de confusão. Nem antes, nem depois do duelo. Ao contrário, houve até, algo incomum, aplausos de ambos os lados. Os adeptos de Barranquilla festejaram o comportamento da torcida do Atlético-PR que, ao final do jogo, chegou a entoar “Junior, Junior, Junior”. Veja abaixo.

Assim que se faz. Amigos, amigos. Torcidas, à parte. Ao longo do trepidante cotejo continental, de ânimos acirrados, como toda decisão, cada representação ferveu em seu setor, divididos, ao lado dos seus irmãos de cor, numa só voz, reunidos para combater no grito na arquibancada.

LEIA MAIS

Com ‘torcida humana’, torcedores do Atlético não teriam ‘copado’ o Maracanã

“Torcida humana” dá errado e polícia improvisa em Atlético e Corinthians

Só o normal. Demonstração de civilidade, sem perder a paixão, que a torcida do Atlético também já deu na mesma competição. Quando recebeu amistosamente os venezuelanos do Caracas, no confronto de oitavas. Camaradagem que, certamente, se repetirá no segundo compromisso da finalíssima, na Arena.

Algo completamente diferente da patacoada patrocinada pela diretoria do Furacão em parceria com o Ministério Público do Paraná. O pitoresco conceito, a começar pelo batismo, de “torcida humana”, algo que não pode ser efetivado no torneio por causa de regras da Conmebol.

Uma tentativa esdrúxula de promover segurança no Joaquim Américo infiltrando os torcedores visitantes entre os locais. Um plano de “convivência” desde que o diferente seja anulado: não pode ir com camisa do seu clube, não pode se manifestar etc. Incoerência gritante.

LEIA MAIS

Ao falar de torcida, Petraglia vem para confundir, não para explicar

Petraglia ou John Lennon? Quem compôs a a carta aberta do Atlético sobre torcida única?

8 recomendacões para você