Blog André Pugliesi

Descanse em paz, Jairo! 24 fotos históricas do Pantera Negra no Coritiba

Arquivo Gazeta do Povo
Arquivo Gazeta do Povo

Jairo Nascimento nos deixou. Aos 72 anos, o ex-goleiro do Coritiba morreu em virtude de uma pneumonia. Há meses lutava contra um câncer raro no rim. Deixou saudade, uma montanha de títulos e histórias sensacionais para contar.

Para começar, Jairo era do tempo dos apelidos maravilhosos. E não bastasse um, colecionou dois, igualmente expressivos: Pantera Negra e Muralha de Ébano. Um bom amigo coxa brincou: quando defendia a meta da Perpétuo Socorro era o Pantera, nos gols do fundo era a Muralha.

LEIA MAIS

36 anos sem Garrincha. Você sabia que o craque foi Coritiba por um dia?

Via Lei Rouanet, Coritiba tem aprovada captação de R$ 2,7 mi para museu

O catarinense de Joinville foi tema de uma biografia lançada em 2014, trabalho caprichado do jornalista Guilherme Mattar. “Jairo – A Muralha Negra do clube coxa-branca”, conta os principais feitos do jogador que brilhou nos tempos áureos do Alviverde.

Entre as passagens marcantes, a história de que Zagallo, sim, ele mesmo, o Velho Lobo, foi um dos responsáveis pela chegada do camisa 1 de 1,94m no Couto Pereira. De forma indireta, mas teve a mão do ex-técnico.

LEIA MAIS

Estádio clássico, casa do Coritiba faz 86 anos; veja fotos históricas

“O Jairo era reserva do Félix no Fluminense. O Zagallo chegou e pôs o Jairo como terceira opção. O goleiro não gostou e acabou na geladeira”, contou Mattar, autor do livro, quando do lançamento da obra obrigatória para os fãs do futebol paranaense.

À época, publiquei uma série de fotos que reproduzo abaixo, mostrando um pouco da história de Jairo Nascimento nos gramados.

Descanse em paz, Jairo!

*CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR*

Investida rubro-negra na área do Muralha Negra em Atletiba de 75.

Investida rubro-negra na área do Muralha Negra em Atletiba de 75.

Formação do Coritiba em 1978. Repare nas fantásticas faixas com os nomes dos jogadores ao fundo. Hoje não pode mais. Sabe como é, faixa é muito perigoso.

Formação do Coritiba . Repare nas fantásticas faixas com os nomes dos jogadores ao fundo. Hoje não pode mais. Sabe como é, faixa é muito perigoso.

Jairo observa a saída de bola num Atletiba de 78. Naquela época, calção era quase sunga.

Jairo observa a saída de bola num Atletiba. Naquela época, calção era quase sunga.

Aquecendo para o Atletiba, o goleirão segura o nenê com carinho.

Aquecendo para o Atletiba, o goleirão segura o nenê com carinho.

Atletiba de 1974. Jairo ouve instruções. Ao fundo, torcida coxa abarrota a reta do relógio da Vila Capanema.

Atletiba de 1974. Jairo ouve instruções. Ao fundo, torcida coxa abarrota a reta do relógio da Vila Capanema.

Fustigado pela representação atleticana, Jairo utiliza um passo de dança para praticar a defesa.

Fustigado pela representação atleticana, Jairo utiliza um passo de dança para praticar a defesa.

Jairo era um goleiro tão ágil que encontrava tempo até para ser atendido pelo dentista durante os jogos.

Jairo era um goleiro tão ágil que encontrava tempo até para ser atendido pelo dentista durante os jogos.

Foto posada do esquadrão alviverde num Atletiba de 1974.

Foto posada do esquadrão alviverde num Atletiba de 1974.

É difícil encontrar uma foto do Jairo jogando em cores. Taí um Atletiba de 76.

É difícil encontrar uma foto do Jairo jogando em cores. Taí um Atletiba de 76.

O futebol daquela época não era em preto e branco como pode parecer. Mais uma do mesmo Atletiba.

O futebol daquela época não era em preto e branco como pode parecer. Mais uma do mesmo Atletiba.

"Minhaaaaaaaaaaaaa". Jairo abandona a meta para agarrar a esfera. Atletiba em 74.

“Minhaaaaaaaaaaaaa”. Jairo abandona a meta para agarrar a esfera. Atletiba em 74.

Agora é a vez de sair pelo chão, e agasalhar a esfera nos pés do ataque atleticano.

Agora é a vez de sair pelo chão, e agasalhar a esfera nos pés do ataque atleticano.

Sensacional registro do Pantera "enjaulado" pelo barbante do gol.

Sensacional registro do Pantera “enjaulado” pelo barbante do gol.

Jairo e Roberto Dinamite duelam pelo Brasileiro de 1975.

Jairo e Roberto Dinamite duelam pelo Brasileiro de 1975.

Mais um registro espetacular da Muralha Negra do Alto da Glória. Foto de um Atletiba de 76.

Mais um registro espetacular da Muralha de Ébano do Alto da Glória. Foto de um Atletiba de 76.

Registro histórico do Coxa no retorno do Torneio do Povo de 73. Jairo assustado, Kruger SOLTO e o craque gangsta Zé Roberto em DELÍRIO.

Registro histórico do Coxa no retorno do Torneio do Povo de 73. Jairo assustado, Kruger SOLTO e o craque gangsta Zé Roberto em DELÍRIO.

A intimidade do Coxa após o tricampeonato paranaense nos anos 70. Nilo esmerilhando no pandeiro e Jairo, encoberto, humilde no tamborim.

A intimidade do Coxa após o tricampeonato paranaense nos anos 70. Nilo esmerilhando no pandeiro e Jairo, encoberto, humilde no tamborim.

Jairão segura a bola de capotão. Só pra rimar.

Jairão segura a bola de capotão. Só pra rimar.

O goleiro com a melhor vestimenta que se poderia encontrar nos anos 70.

O goleiro com a melhor vestimenta que se poderia encontrar nos anos 70.

Já nos anos 80, Jairo exibe belo fardamento.

Já nos anos 80, Jairo exibe belo fardamento.

Bela defesa e bela calça de moletom para treinos.

Bela defesa e bela calça de moletom para treinos.

No caminhão de bombeiros com o caneco de 1985, ao lado do titular Rafael Cammarota.

No caminhão de bombeiros com o caneco de 1985, ao lado do titular Rafael Cammarota.

Jairo agarra a bola clássica da Topper, sonho de consumo de 11 entre 10 piás durante os anos 80 e 90.

Jairo agarra a bola clássica da Topper, sonho de consumo de 11 entre 10 piás durante os anos 80 e 90.

Jairo prepara o voo até o segundo andar para buscar a bola.

Jairo prepara o voo até o segundo andar para buscar a bola.

8 recomendacões para você

 
 

mais comentadas da semana