Blog Arquibancada Virtual
0

“Caso do WhatsApp” no Coritiba rende indenização na Justiça

"Caso do WhatsApp" no Coritiba rende indenização na Justiça

Um caso envolvendo o Coritiba abriu precedente para pedidos de indenização por causa de conversas “vazadas” de WhatsApp. A Justiça do Paraná condenou um ex-funcionário do Coxa ao pagamento de R$ 40 mil por divulgar conversas de um grupo relacionado ao clube, chamado “Indomáááááável F.C.”.

A confusão ocorreu em 2015 e provocou uma crise institucional no Alto da Glória. Membros da diretoria e do clube que participavam do grupo foram desligados e, posteriormente, alguns acabaram indo até à julgamento pelo Conselho Deliberativo do Alviverde.

Em decisão proferida em julho, o juiz James Hamilton de Oliveira Macedo, da 4ª Vara Cível de Curitiba, condenou Bruno Kafka, o funcionário que “printou” e “vazou” as mensagens a pagar indenização por danos morais de R$ 5 mil aos oito integrantes envolvidos na ação.

Veja abaixo as considerações do juiz:

Leia mais sobre o caso no Coxa:

>> Mensagens de Whatsapp geram nova crise e demissões no Coritiba

>>Veja as conversas no WhatsApp que minaram a cúpula do Coritiba

>> Macias é inocentado em julgamento do Caso Whatsapp, mas renuncia à vice-presidência do Coxa

 

8 recomendacões para você