Blog Conexão Brasília
Blog Conexão Brasília
0

Um paranaense no escândalo do DF

Reprodução
Munhoz da Rocha (acima), em imagem de vídeo em que recebe R$ 20 mil…

O escândalo de corrupção no governo do Distrito Federal atingiu o paranaense Paulo Henrique Barreto Munhoz da Rocha. Subsecretário de Transportes e diretor da autarquia Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) desde janeiro de 2007, ele foi filmado supostamente recebendo propina de R$ 20 mil do ex-secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa.

Paulo Henrique é neto e sobrinho dos ex-governadores do Paraná, Caetano Munhoz da Rocha (1879-1944) e Bento Munhoz da Rocha (1905-1972). Trabalhou no governo do estado durante o primeiro mandato de Jaime Lerner, entre 1995 e 1997, e em vários cargos da prefeitura de Curitiba durante a gestão Cassio Taniguchi, entre 1997 e 2004.

O vídeo, feito por Barbosa, foi divulgado na semana passada no site da revista Veja.

Além disso, ele é citado no inquérito da operação Caixa de Pandora três vezes, com o nome de “Paulo Roberto”. O depoimento de Barbosa ao Ministério Público da União que consta da investigação cita textualmente o pagamento de R$ 20 mil em propina para o “diretor do DFTrans, Paulo Roberto, pessoa oriunda do Paraná”.

Segundo o ex-secretário, o pagamento era “decorrente de contratos na área de informática”. A filmagem com Paulo Henrique dura apenas 1 minuto e 11 segundos.

Leia o resto da matéria aqui.

8 recomendacões para você