Blog Educação e Mídia

A democracia brasileira tem jeito? A consolidação de uma solução em inovação civil

O Brasil atravessa um período crítico. Seu sistema partidário distorceu a representatividade democrática, os poderes desempenham abaixo do esperado e a corrupção no âmbito público e privado se instalou como regra.

Sabemos que a solução para esses problemas passa por reformas de leis e mecanismos de prevenção e de combate à corrupção mais eficazes. Mas por trás da maneira como se faz política e negócios, há também hábitos, valores e condutas densamente arraigadas em nosso país. Há uma cultura que favorece a primazia dos interesses particulares, inclusive contra a própria lei. Muitas vezes até sem querer, temos dificuldade em separar o que é de todos (público) e o que é nosso ou de nossos familiares (privado). Na prática, também somos permissíveis a atitudes antiéticas e mesmo autoritárias.

Como solucionar um problema dessa magnitude e complexidade?

No decorrer de 2017 e 2018, o Vote Bem foi abraçado pelo Sesi e pelo Senai paranaenses. Ali, em parceria com entidades da sociedade civil das origens mais variadas, foram testadas ações inovadoras e construído o que foi chamado de uma solução de inovação civil.

O Vote Bem traçou quatro eixos para atacar as principais causas da crise nacional: voto e eleições, controle social e gestão pública, cultura democrática e novas lideranças.

Nesse sentido, o Colégio Sesi implementou ações como “Jovem no Poder”. Composta por duas etapas, a primeira delas foi chamada de “Parlamento Jovem”. Concebida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE), todo o processo eleitoral foi reconstruído nos mínimos detalhes – até chegar a sessões reais nas Câmaras. Na etapa seguinte, “Jovem no Controle”, idealizada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), eleitos e eleitores passam por um treinamento em gestão pública e controle social. Jogos de tabuleiro e eletrônicos, revistas em quadrinhos, discussões abertas e aulas teóricas foram realizadas em sala, tornando a experiência mais cativante. A ação atingiu mais de 2.100 estudantes de Curitiba e Região Metropolitana, Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, Pato Branco e Francisco Beltrão.

Com o Senai, o Vote Bem também inovou ao unir profissionalização e cidadania, implementando “Situações de Aprendizagem” nos cursos técnicos. Os alunos dos cursos de Administração, de Sistemas de Informação e de Logística foram desafiados a propor soluções a problemas políticos e civis. Criaram Projetos de Lei, investigaram dispositivos legais que afetam o comércio exterior, aplicativos e plataformas online para fiscalizar os eleitos e aproximá-los das demandas dos cidadãos.

A ludicidade, fundamental nas ações com o Vote Bem, foi levada a sério. Professores do Colégio Sesi e especialistas da Microsoft se uniram para construir universos virtuais que permitiram o usuário gerir uma cidade, simular eleições, implementar uma política pública e mais. Programas como “Legislador por um dia” levaram alunos do Colégio Sesi e da rede municipal de ensino a visitas guiadas às Câmaras de todo o estado e à Assembleia Legislativa. Em Oficinas de Cidadania e Política, professores desenvolveram suas próprias dinâmicas – de onde saíram desde simulações do Conselho de Segurança da ONU até o uso de boardgames e de quadrinhos assinados por artistas da Marvel.

Com essas iniciativas, o Sistema Fiep objetiva germinar uma nova consciência cívica nos jovens. Por meio delas, os alunos são estimulados a serem mais tolerantes, capacitados e reflexivos. Ao serem colocados na pele dos “tomadores de decisão”, ao estarem fisicamente presentes nos espaços de poder, ao tomarem conhecimento de como gerir a máquina pública e ao vivenciar cidadania de verdade, quebra-se o ciclo vicioso que mantém os mesmos grupos na direção do nosso país e ataca-se hábitos, atitudes e ideias antidemocráticas.

 

*Artigo escrito por Fernando Gutz Leite Ye, Doutor em Sociologia Política pela Universidade de Oxford, integrante da coordenação do Movimento Vote Bem, parceiro da Fiep.  A Fiep colabora voluntariamente com o Blog Educação e Mídia.

**Quer saber mais sobre cidadania, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom, Twitter: @InstitutoGRPCOM e Instagram: instagram.com/institutogrpcom

8 recomendacões para você