Blog Falando de Música
Blog Falando de Música
0

Inacreditável: a pianista Yuja Wang se apresenta em Curitiba

 

Em termos de música clássica, um progressivo provincianismo é tendência cada vez mais marcante na vida cultural de Curitiba. As grandes atrações internacionais, que eram frequentes por aqui, sumiram de vez nos últimos anos, e é por isso que chamo de “inacreditável” o recital que Yuja Wang, uma das mais importantes pianistas da atualidade, uma verdadeira superstar, dará no Teatro Positivo no próximo sábado, dia 6 de outubro, às 21 horas. Uma cidade que já teve uma vida musical condizente com sua importância, e que hoje, apesar de questionáveis opções administrativas, só mantêm o mínimo necessário da atividade graças à existência (ainda) de seus conjuntos musicais, a Orquestra Sinfônica do Paraná e a Camerata Antiqua. De resto até destoa a apresentação de uma grande estrela como Yuja Wang com a pobreza da vida musical curitibana. Mas eis que há uma esperança. O Grupo Positivo, cujo Teatro está comemorando dez anos de funcionamento, resolveu investir numa programação de qualidade em termos de música clássica. Depois deste importante recital de Yuja Wang se apresentará, no mesmo local no dia 5 de novembro, a Orquestra de Câmera de Viena dirigida pelo excelente pianista austríaco Stefan Vladar. Uma temporada do mesmo peso e qualidade está sendo prometida para 2019. A conferir.

 

 

Musicalidade, técnica infalível e roupas escandalosas

 

Nascida em Beijing (Pequim) em 1987, Yuja Wang estudou piano a partir dos seis anos. Se iniciou seus estudos na China não há dúvida de que a qualidade de sua arte tem a ver com seu aperfeiçoamento nos Estados Unidos, especialmente no Curtis Institute of Music, em Filadélfia, onde estudos com Gary Graffman. Nunca ganhou um concurso de piano importante, mas isso não lhe fez a menor falta. Suas atuações chamaram tanto a atenção que imediatamente foi chamada para atuar com orquestras do nível da Filarmônica de Berlim, da Concertgebow de Amsterdam, do Festival de Lucerna, e com os mais conceituados maestros. Com 21 anos assinou um contrato exclusivo com o selo Deutsche Grammophon, e com 23 anos gravou um impressionante DVD com o falecido maestro Claudio Abbado executando o Concerto Nº 3 de Prokofiev. Seu repertório abrange obras tecnicamente de grande complexidade onde convivem obras de Scarlatti, Ligeti, Chopin e Bartók. Se as execuções de Yuja Wang são esplendorosas, a delicada e bela artista chama a atenção por seus vestidos ousados e sensuais. Para se ter ideia cito um crítico americano depois de um concerto em Los Angeles: “Seu vestido no concerto era tão curto e apertado que o teatro poderia ter sido forçado a proibir a entrada de qualquer amante de música com menos de 18 anos não acompanhado por um adulto”.

 

Programa dos sonhos

O compositor Prokofiev na época da composição de sua Sonata Nº 6 para piano

 

Yuja Wang em seu recital curitibano apresenta obras que lhe são extremamente caras. Algumas miniaturas de Rachmaninoff (Prelúdio opus 23 Nº 5. Étude tableau opus 39 Nº 5 e Vocalise), a Sonata Nº 3 de Chopin (que Curitiba já ouviu de maneira surpreendente com Nelson Freire) e uma obra que, creio, será tocada em primeira audição aqui, a belíssima e desafiadora Sonata para piano Nº6 de Prokofiev, obra composta entre 1939 e 1940, contemporânea de seus Ballets mais conhecido, Cinderela e Romeu e Julieta. Pela sábia escolha do programa pode-se ter uma ideia da inteligência da pianista. Promete ser uma grande noite musical.

8 recomendacões para você