Zenfone 4 Selfie Pro é para os amantes de redes sociais, não de fotografia - Bia Kunze – Garota sem Fio
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Bia Kunze – Garota sem Fio

Zenfone 4 Selfie Pro é para os amantes de redes sociais, não de fotografia

Quando recebi o Zenfone 4 Selfie Pro para testar, de cara fiquei impressionada com o visual do aparelho. Meu exemplar é o belíssimo vermelho (imagem abaixo), que ainda por cima é fino e super leve. Com processador Snapdragon 625, RAM de 3 ou 4 GB, câmera traseira de 16 MP e frontal dupla de 24 MP (lente convencional) + 5 MP (grande angular) que filma em 4K, fiquei bem impressionada com os preços: R$ 1.499 para o modelo de 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento e R$ 1.699 para 4 GB de RAM e 64 GB. Sei que por esses preços é impossível fazer milagre; assim, imaginei que tinha em mãos um aparelho com excelente câmera mas desempenho geral mediano.

Porém o resultado foi o inverso.

Antes de mais nada, preciso deixar claro que o Zenfone 4 Selfie Pro não é um aparelho ruim. Eu adorei o desempenho! O processador é eficiente, dando um bom fôlego à bateria de 3.000 mAh, que dura um dia inteiro de muitas selfies e postagens. E os 4 GB de RAM deixam a ZenUI 4.0 redonda, sem engasgos e lentidões. É a mesma ZenUI que comentei no post do Zenfone 4, repaginada e mais enxuta.

Contudo, mesmo com as câmeras de especificações impressionantes, não é um dispositivo voltado para amantes de fotografia, como o marketing da Asus pode sugerir. É para a geração das selfies e das lives em redes sociais, ou seja, a turma da egotrip que ama filtros e efeitos. Seu grande chamariz é a poderosa câmera dupla frontal com flash LED, que segundo a fabricante, é a primeira do mercado a filmar em 4K.

Ao abrir o software da câmera, têm-se a certeza que não é um produto para fãs de fotografia, mas de redes sociais. Lá estão os inúmeros modos de captura que fazem a cabeça da geração Instagram: modo beleza (que está super na moda e eu carinhosamente chamo de “modo Ken Humano”), panorâmica, animações GIF, tempo acelerado, retrato com fundo desfocado (que também está na moda) e os famigerados filtros. Muitos filtros. Tem até um modo “Pro”, que salva em formato DNG (que é o RAW da Adobe).

Os 24 MP da câmera frontal são obtidos através da tecnologia DuoPixel, que faz a interpolação dos 12 MP originais. Já os 5 MP da segunda câmera são obtidos pela grande angular, que com sua abertura de 120 graus permite que se faça selfies colocando vários amigos junto na foto.

Quanto à qualidade das imagens obtidas, o resultado é irregular. Testei a frontal em eventos levando junto um Galaxy Note 5 e um Zenfone 4, para comparar os resultados. Não usei o flash LED, mas testei com diversos tipos de luz ambiente para testar os sensores.

Veja as 4 fotos abaixo, feitas no mesmo ambiente com bastante luz direta. Na sequência, fotos obtidas respectivamente com o Zenfone 4 e o Zenfone 4 Selfie Pro:

A seguir, a mesma pose com o Selfie Pro, porém com a fonte de luz desligada. Foi usada apenas a luz ambiente.

Agora, 2 fotos seguidas feitas pelo Selfie Pro. A primeira, com o foco de luz ligado e na segunda, desligado.

Sim, os resultados obtidos dependem muito da luz ambiente e há algumas distorções de cores e uma tendência a se obter imagens mais escuras.

Agora, na sequência, fotos apenas em luz ambiente com a câmera frontal do Zenfone 4, Zenfone 4 Selfie Pro e Galaxy Note 5.

Perceba mais uma vez a distorção das cores a partir do salmão de minha camisa. Isso aconteceu com todas as fotos onde havia cores mais vivas.

E por fim, uma foto feita usando o recurso de embelezamento do Selfie Master — o “modo Ken Humano”. As meninas adoram esse recurso pois ele deixa a pele lisinha, como a de uma boneca. Pessoalmente, eu detesto. Só uso o recurso ao testar as câmeras dos aparelhos, pois me sinto plastificada…

Se vocês não sabem quem é o “Ken Humano”…

Já com a filmagem em 4K, os resultados foram muito bons. Para quem curte fazer lives no Instagram e no YouTube, os resultados obtidos são acima da média — mas é bom lembrar que você precisará de uma conexão de internet excelente para aguentar transmissões tão pesadas. Fiz um vídeo de cerca de 20 minutos que resultou em um arquivo gigante de quase 9 GB! O Google Fotos teve grande dificuldade em fazer upload para minha conta, dando sucessivos erros. Se você pretende fazer upload direto em mobile, isso será um problema grande, e eu não consegui postar o vídeo até hoje. PS: Quando meu home-office estiver pronto e eu tiver novamente um computador convencional para transferir os arquivos, voltarei a falar aqui no blog dos vídeos 4K obtidos com o Selfie Pro. 

Conclusão

Em toda câmera de celular os resultados das fotos dependem não só dos megapixels, mas também da qualidade da lente, da abertura e, principalmente, da iluminação. O Zenfone 4 Selfie Pro é um bom smartphone, mas suas câmeras tendem a distorcer as cores mais vivas e deixar as imagens um pouco escuras. No geral, é um excelente aparelho para os fanáticos por redes sociais, que fazem a todo momento selfies e lives. Há muitos modos de captura e filtros que estão na moda. Já para quem curte fotografia de um modo mais profissional, não recomendo o aparelho.

8 recomendacões para você