Blog João Frey

Prefeitura quer dar nova cara ao Inter II. Até a estação-tubo vai mudar

Projeto da nova estação-tubo a ser implantada na linha Inter II (Divulgação/Ippuc)
Projeto da nova estação-tubo a ser implantada na linha Inter II (Divulgação/Ippuc)

O prefeito Rafael Greca (PMN) estará em Brasília na quarta-feira (3) para buscar recursos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Na carta-consulta entregue ao governo federal, a prefeitura prevê um total de R$ 507 milhões em investimentos – sendo R$ 405,8 do BID e R$ 101,4 da contrapartida do Executivo Municipal. Se for entregue da forma como está sendo planejado pela prefeitura, o projeto promete marcar um novo momento no transporte coletivo da cidade – a começar por repaginar a tradicional estação-tubo.

Em linhas gerais, o que se pretende é remodelar as linhas Inter II e Interbairos II, que fazem a ligação das vias estruturais da cidade. Apesar de ser voltado ao trânsito de ônibus, o projeto abre espaço para a entrada de novos modais que eventualmente poderão operar no transporte. A prefeitura não detalha o projeto, mas o que se comenta é que há interesse em colocar veículos elétricos – não se sabe sobre trilhos ou pneus – para circular.

LEIA MAIS: Após série de contestações, licitação para coleta e tratamento de lixo é suspensa

“Estamos trabalhando em uma nova estrutura voltada ao transporte que estará preparada para receber novos modais no futuro. São novos caminhos para Curitiba evoluir com um sistema seguro, confortável e em condições de competir com o transporte individual”, diz o prefeito Greca.

Uma das principais marcas do projeto será a implantação de estações de ônibus em novos formatos. No itinerário do Inter 2, onde hoje há os tradicionais tubos, haverá 12 estruturas totalmente fechadas, climatizadas e autossustentáveis energeticamente porque serão equipadas com placas fotovoltaicas na cobertura.

Pontes, viadutos e faixa exclusiva

No projeto, estão previstas a construção do novo terminal Capão da Imbuia e do mini-terminal Santa Quitéria, além da reforma dos terminais do Cabral, Capão Raso e Portão.

Além disso, o investimento pleiteado contempla a requalificação de 70 quilômetros de vias, a implantação de 30 km de novas faixas exclusivas aos ônibus e binários de tráfego além de uma ponte sobre o Rio Belém e de dois novos viadutos – um na Avenida Victor Ferreira do Amaral, no cruzamento com a Konrad Adenauer, entre as ruas Dom Manuel da Silveira D’Elboux e Raul Caron, no Tarumã, e outro na Rua José Gomes de Abreu com a Linha Verde, no Novo Mundo.

A linha

O Ligeirinho Inter 2 e o Interbairros II transportam atualmente 155 mil passageiros por dia. Com a remodelação, a prefeitura estima que esse número vai para 193 mil. As linhas percorrem um itinerário circular de cerca de 38 quilômetros de extensão que passa por 28 bairros onde se concentram 580 mil habitantes.

Projeto das novas estações na linha Inter II

Acompanhe o blog no Twitter. 

8 recomendacões para você

 
 

mais comentadas da semana