Mia Kang, a modelo que virou lutadora: "Eu me odiava. A luta me salvou"
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Luta Livre
Blog Luta Livre

“Eu me odiava. A luta me salvou”. Conheça a história da modelo que virou lutadora

Foto: Instagram/Reprodução
Foto: Instagram/Reprodução

Nascida em Hong Kong, a modelo Mia Kang fez um desabafo no Twitter nessa quarta-feira (7). Ela colocou duas fotos lado a lado e as legendou.

Na imagem da esquerda, ela aparece magérrima posando para uma campanha. “Três anos atrás. Achava que era gorda. A indústria dizia que eu deveria ser mais magra. Me odiava”, escreveu.

Já na foto da direita Kang parece uma pessoa normal e saudável. “Sou uma mulher forte e instruída de quem tenho orgulho. Artes marciais salvaram minha vida. E a indústria precisa encontrar espaço para aquelas de nós entre o tamanho sample e plus”.

Kang não cansa de ressaltar que a luta realmente a salvou. Três anos atrás, aos 25 anos, a modelo chegou ao seu limite após mais de uma década trabalhando com moda.

Ela sofria de transtornos alimentares, como anorexia e bulimia, além do perigoso vício em diuréticos e laxantes. O distúrbio dismórfico do corpo fazia com que a modelo se visse gorda no espelho — situação agravada por um histórico de sobrepeso na infância.

Na Tailândia, seu destino de férias 2015, Mia conheceu o muay thai. Ela ficaria dez dias, mas permaneceu quase um ano. Período em que se transformou.

“O muay thai, morar em um centro de treinamento e passar por tudo isso me ensinou a respeitar meu corpo. Me libertou de tudo que eu estava passando. Até as coisas básicas como comer três refeições por dia eu aprendi. Encontrei força no meu corpo que nunca soube que tinha”, contou Kang, em entrevista ao MMAFighting.

Em maio de 2017, ela fez sua primeira luta profissional de muay thai. Venceu por nocaute técnico no terceiro round na Tailândia.

Round 3 TKO via vicious assault

Uma publicação compartilhada por Mia Kang (@missmiakang) em

Kang não largou o trabalho como modelo. Ela retornou a Nova York, mas trouxe com ela a certeza que não existe um padrão de beleza para trabalhar.

No ano passado, foi escolhida como Swimsuit Model da Sports Illustraded.

“Não vou morrer de fome e ficar insegura comigo mesma porque não entro em uma calça jeans tamanho zero”, ressalta a modelo/lutadora, que até se imagina lutando MMA algum dia.

“Me conhecendo, sei que vou chegar até lá. Mas não vou tentar apressar nada. Vou no meu ritmo, com o que me sinto confortável”.

Only the biggest realest smiles with @cassblackbird 🖤 @amazonfashioneu

Uma publicação compartilhada por Mia Kang (@missmiakang) em