Ronda Rousey: "Retorno para o UFC é tão provável quanto disputar outra Olimpíada no judô"
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Luta Livre
Blog Luta Livre

Ronda descarta voltar ao UFC: “Tão provável quanto lutar judô na Olimpíada”

Ronda Rousey nunca precisou anunciar que está aposentada do judô — e a mesma lógica se aplica ao UFC.

Foi assim, em entrevista no programa “The Ellen Show“, que a americana descartou voltar a competir MMA.

LEIA MAIS: Cyborg tinha ‘plano cruel’ para Ronda no UFC

A medalhista de bronze em Pequim-2008 foi contratada pelo WWE [principal show de telecatch americano] no começo de 2018. Fã do campeonato de lutas encenadas desde criança, ela está feliz com a mudança de rumo.

Sua estreia no pro-wrestling está marcara para o dia 8 de abril, no WrestleMania 34, em Nova Orleans.

“Acho que que é tão provável [eu voltar para o UFC] quanto disputar outra Olimpíada no judô. Ninguém exigiu uma minha renúncia por escrito no judô e não acho que o mesmo é necessário para a luta. Só estou fazendo o que gosto e o WWE é o que gosto neste momento”, justificou Rousey.

Ronda, 31 anos, não luta no UFC desde dezembro de 2016. Na ocasião, ela voltou de um hiato de mais de um ano após perder o cinturão peso-galo (até 61 kg) para Holly Holm e foi nocauteada pela brasileira Amanda Nunes no primeiro round.

Ao todo, Rousey terminou sua carreira com 12 vitórias e duas derrotas.