Assinaturas Fashion Designers - Palpite de Alice
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Palpite de Alice

Assinaturas Fashion Designers

Desde que o Hip Hop emergiu no Bronx no final de 1970, os tênis junto com a streetwear tem obtido grande destaque que faz fortes referências para cultura. Os rappers influenciaram diretamente tudo o que diz respeito a streetwear, e como consequência, grandes marcas viram oportunidades de negócios. Uma destas formas se deu através de assinaturas de artistas e designers em sneakers, baseado na premissa que consumidores mantem lealdade por seus ídolos. Isto é uma das coisas que torna o Hip-hop uma influência em publicidade inconfundível.

Foi assim que renomadas marcas esportivas perceberam que o mundo além do esporte estava lá para ser absorvido. Com a colaboração de designers, artistas, atores e influências, estas marcas passaram a levá-los em lugares que com certeza seriam mais difíceis de irem sozinhos. Por sua vez, os integrantes da cultura começaram a perceber possibilidades infinitas, juntadas a ótimos lucros muito bem vindos para uma cultura emergente. Através destas corporações interessadas, vários artistas ganharam credibilidade, visibilidade e a criação de praticamente um mundo novo que não existia até então.

A partir deste momento, a marca Adidas® recrutou um exército de artistas e designers com o objetivo de pensar fora das caixas de tênis por décadas, a colaboração está intrínseca no seu DNA. Esta tem sido uma marca que sempre permanece aberta à criatividade de fontes externas, sendo Run-DMC o grupo artístico da década de oitenta, Missy Elliott na década de noventa, até chagarmos aos contemporâneos Kanye West, Rita Ora e Pharrell Williams. Juntando esta linha do tempo e estes artistas, podemos perceber coleções sendo lançadas a cada semestre, do clássico ao complexo, a marca sempre impressiona com as cores, estampas e modelagens. O resultado é desejo de consumo existente em todo o mundo.

Já a Reebook® reformulou seu modelo Classic a pouco tempo com Rick Ross e atualmente com a assinatura de Kendrick Lamar.

Já a Puma® lançou como designer de roupas e calçados a mais Pop das Celebridades influnciadora do rap, Rihanna.

Uma multidão da moda desceu sobre Wall Street, onde Rihanna foi apresentar sua primeira coleção Fenty em colaboração com a Puma®. Depois de Kanye West, ela era a segunda celebridade de uma lista com um ponto no calendário da Semana de Moda de Nova York nesta temporada, e considerando o espetáculo massivo, nós estávamos ansiosos para ver se ela também iria retirar toda atenção para sua visão, que girava em torno de streetwear glammed-up com um toque gótico.

Assim como eu suspeitava, a coleção centrada em torno de streetwear muito sexy. O design das peças não chegam a ser um coíbe de sensualidade, e isso é certamente vísivel através das peças criadas. Um exemplo é o olhar de Stella Maxwell, muito pesado no underboob e underbutt; vestidos de renda-up apresentados por Bella Hadid, mostra um recorte que serpenteava todo o caminho até o seu corpo, além de um par de malhas puras que deixa margens para a imaginação.

Puma® e Rihanna estão com todos, desde os amantes de tênis até para trendsetters de moda do mundo.

Ela já lançou a terceira edição de seu Puma Suede Creepers  que apresenta um tênis em uma plataforma plana, de sola grossa “Creeper” ligado ao que se espera vender mundo afora tão rapidamente quanto nos dois primeiros lançamentos. No outono passado, o sneaker custava U$ 120 vendidos on-line para todo o mundo e esgotou-se dentro de três horas do seu lançamento de pré-venda. Dois meses depois, em novembro, a versão para homens foi lançada e arrancada completamente das lojas no dia seguinte. Como as pessoas fazem fila para comprar o que gostam em Nova York, aquela foi uma semana para desembolsar mais U$150 para três novos padrões (incluindo “glo”, isto é, de couro branco), parece que o sucesso do Creeper foi imortalizado nos anos 70 como um grampo punk britânico por estilistas como Vivienne Westwood, e até hoje transcende o endosso das celebridades fashion.

As vendas da Puma® cresceram em 2016 para a melodia de um aumento de 3,7% nos resultados da marca do primeiro trimestre. A empresa informou que o calçado é um dos principais motores do crescimento, e que não há “forte impulso” no negócio representados por suas mulheres. Rihanna foi encarregada de revisar como diretora de Criação da empresa em 2014. Isso provavelmente não é uma coincidência, já que ela é, sem dúvida, a celebridade mais comercializável lá fora.

O efeito Rihanna é real, de acordo com o CEO da Puma® Bjørn Gulden, ela está impulsionando todas as categorias da Puma®. “Negócio das mulheres ajuda no lado dos homens também. Rihanna abre as portas”, disse ele em uma chamada de conferência, de acordo com a Reuters.

Por Eliane Chainacki dos Reis