They Got Business Fashion. Eles entraram nos negócios! - Palpite de Alice
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Palpite de Alice

They Got Business Fashion. Eles entraram nos negócios!

Eu li uma vez uma frase que dizia “você não é bem sucedido até fazer lucro sobre algo que você ama”.

Bem, para a maioria das pessoas é um objetivo procurado todos os dias, mas grande parte das celebridades o atingem com bastante facilidade. No mundo do hip hop, artistas se destacam não apenas com seus trabalhos e produções musicais, mas com uma longa lista de empreendimentos empresariais bem sucedidos que tem gerado milhões. Um sucesso fenomenal fora da música, lançando marcas de moda, cadeias de restaurantes, eletrônicos de luxo e marcas de bebidas.

À primeira vista, pode parecer estranho que tantos rappers se tornem empresários. Mas eles sempre usam cuidadosamente palavras, estilo, arrogância, e imagens para vender-se para as massas, muitos acham bastante natural entrar em outros mercados. E não importa se estamos falando de letras de músicas ou a criação de uma marca de luxo de fones de ouvido, artistas com raízes no rap tem uma incrível capacidade de permanecer implacavelmente focados em dinheiro.

Conseguir um contrato de gravação, vender milhões, em seguida, se tornar um magnata de negócio, é uma grande história. E se havia alguém para definir esse padrão era Russell Simmons, um produtor musical que, em conjunto com Rick Rubin, fundou a pioneira gravadora de Rap e R&B, a Def Jam, e uma marca urbana Phat Farm e a marca Baby Phat desenvolvida por sua então esposa Kimora Lee Simmons. A perspectiva de negócios de Simmons é o que ajudou a inspirar e inaugurar a onda de alta costura urbana para o resto da comunidade do hip hop.

Campanha da marca Rocawear, de Jaz-Z. (crédito: divulgação)

Campanha da marca Rocawear, de Jaz-Z. (crédito: divulgação)

Outros artistas como Sean “Diddy” Combs e Jay-Z entraram com suas marcas, Sean John & Rocawear. Com sua linha de roupas Sean John, vendidas em lojas tradicionais, como Macy’s, e com investimentos e acordos de parceria com grandes empresas, como Diageo, e marcas de luxo, como Aquahydrate e Ciroc Vodka, Combs é a própria imagem de rapper que virou empresário. Combs já disse que é essencial pesquisar e entender uma empresa antes de se envolver e, acima de tudo, prestar muita atenção à forma como a empresa vai lucrar. Puff Daddy atualmente tem um patrimônio líquido em torno de US $ 750 milhões, segundo a Forbes.

Jay Z, cujo verdadeiro nome é Shawn Carter, além de ser um dos mais vendidos e premiados artistas de todos os tempos, vendeu mais de 21 milhões de cópias de seus apenas seis álbuns, ganhou 21 Grammys, fundou sua própria gravadora, G.O.O.D. Música, é proprietário de uma parte do serviço de streaming Tidal, e dirigiu uma série de curtas-metragens. Como apontado pelo New York Times, seu movimento no mundo da moda passa por colaborações com a APC, Adidas, e Louis Vuitton, para lançar grife de roupas para mulheres na Paris Fashion Week . Possuí sua própria casa noturna, uma indústria de vodka e sua grife Rocawear, que vendeu em 2007 mais de US $ 200 milhões, além de uma lucrativa participação no New Jersey Nets, que mais tarde foi vendida para um ganho de 135% . Em 2008, Carter fundou a empresa de entretenimento Roc Nation, que em 2013 passou a incluir uma agência de esportes. O patrimônio líquido da Jay Z é de cerca de US $ 610 milhões.

Podemos supor que o principal objetivo da maioria dos artistas listados acima foi apenas para obtenção de maior sucesso financeiro. No entanto, um artista renomado, por uma razão ou outra, sempre sonhou em se aventurar no mundo da moda: é o caso Kanye West. Ele e sua esposa Kim Kardashian, estrelaram um reality show, e fizeram o mundo do hip hop elevar o seu nível de moda e negócios. Artista com uma tendência global e líder de um estilo urbano e inegável, o rapper já colaborou com a Nike e Louis Vuitton em linhas de tênis. Em 2012, ele projetou um sapato Giuseppe Zanotti, em edições limitadas de preto, branco e ouro, colaborou com A.P.C em uma coleção de moda masculina e lançou um rótulo prêt-àporter de moda feminina. Ao lado de sua esposa, West também atuou na campanha Primavera/Verão 2015 da Balmain.

Em fevereiro de 2015, Kanye, em parceria com a Adidas Originals, lançou seu design personalizado Yeezy; um tênis de edição limitada vendido à US $ 350, com apenas 10.000 pares disponíveis. Embora os projetos militaristas, com tecidos tecnológicos e uma paleta de cor nude tenham dividido a crítica, a linha provou ser bem sucedida comercialmente: Yeezy, vendeu todos os pares nos EUA em 12 minutos. O New York Fashion Week Primavera/Verão 2016 marcou o lançamento da segunda temporada de Yeezy.

Yeezy, tênis criado por Kanye West em parceria com a Adidas. (crédito: divulgação)

Yeezy, tênis criado por Kanye West em parceria com a Adidas. (crédito: divulgação)

O amor pela moda alimentado pelo desejo de ser o mais admirado é o que mantém o hip hop em constante e crescente mudança; atribuindo a aquisição da cultura na corrente principal. Por sorte, somos capazes de usá-la!