Blog Ricardo Amorim

O resto do mundo está ficando mais rico. Os brasileiros, não.


O Brasil, que já estava mal posicionado, conseguiu cair ainda mais três posições no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial e ficou, no ano passado, em 72º lugar. A gente ficou logo atrás de Armênia e Montenegro e logo à frente de Jordânia e Seicheles. Por que o Brasil fica tão mal colocado? Fica fácil entender isso quando vemos onde o Brasil se sai pior e, fundamentalmente, vemos isso no mercado de trabalho. Nós estamos em 114º lugar — nosso mercado é muito inflexível e a consequência disso é desemprego. Em termos de estabilidade macroeconômica, estamos em 122º lugar. Crime organizado, 124º lugar. Se falamos de facilidade em encontrar mão de obra qualificada, estamos em 127º lugar. E diversos outros indicadores do Brasil não são positivos — de homicídios a burocracia. Se queremos um país mais rico e justo, o próximo governo terá de encarar tudo isso de frente e com coragem.

8 recomendacões para você