Bebidas

Notas Báquicas

15 melhores vinhos brancos de Portugal e Espanha a partir de R$ 50

por Guilherme Rodrigues, colunista do Bom Gourmet Publicado em 05/12/2019 às 13h
Compartilhe

Quem conheceu alguns grandes vinhos brancos antigos da Península Ibérica nunca duvidou do seu potencial para elaborar brancos qualificados. Testemunham essa origem ícones como os brancos do Bussaco, do Centro de Estudo de Nelas, e os reservas e garrafeiras das Caves São João, todos das regiões do Dão e da Bairrada, nascidos nos anos 1940 a 1980, em Portugal. Ou os magníficos Tondonia reserva e gran reserva, na Espanha.

vinhos leves branco

Foto: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

>>> Para jovens: importadora lança vinho long neck que já vem com abridor

Graças à revolução enológica do final do século XX, o grande potencial ibérico tornou-se realidade, multiplicando os bons rótulos. Atualmente são incontáveis os produtores de qualidade das mais variadas regiões. E o que é ainda melhor, trabalhando com castas típicas regionais. Produzem vinhos diferentes, com personalidade própria e de grande interesse. Sem nada dever aos clássicos nomes franceses, referência permanente. E em todas as faixas de preços. Basta o produtor cuidar bem do vinhedo, não cair na tentação dos grandes rendimentos, para não aguar os vinhos, e cuidar da enologia. O resto é uma dádiva da natureza que encantará os súditos de Baco.

Testamos os brancos ibéricos disponíveis no mercado. Foram selecionados 19 rótulos, todos abaixo de R$ 150, secos não fortificados. Exceto Vinho Verde, uma categoria à parte. O resultado geral foi satisfatório, notadamente nos vinhos com pontuações de 88 para cima.

Ao verificar as notas de prova o leitor verá a diversidade de castas e de regiões de origem. Destaque especial para os vinhos do Douro. Os vinhos acompanham muito para frutos do mar, embutidos, carnes brancas, massas e queijos. Além de irem muito bem em aperitivos, coquetéis, festas e para bebericar casualmente. Não servir gelado, mas refrescado entre 8° C e 10° C. Muito frio, a acidez sobressai e as demais qualidades do vinho são encobertas.

A prova foi às cegas, em copos numerados, sem conhecimento prévio dos rótulos. Foi realizada no Praça do Victor e contou com o serviço impecável do sommelier Luciano Basuch. Além deste redator, dela participaram os renomados degustadores Luiz Carlos Zanoni e João Manuel Garcia, além de Talita Boros Voitch, editora do Bom Gourmet. Após a prova, os vinhos harmonizaram lindamente com os variados frutos do mar do Praça do Victor.

Tons de Duorum 2018

Duorum – Douro – Portugal
Nota 89

José Maria Soares Franco, um dos maiores enólogos do Douro, acertou em cheio com este branco cheio de energia. Muito bem perfumado, de bouquet complexo e intenso, possui ótima profundidade, vigor e jovialidade. As castas típicas Arinto, Verdelho, Moscatel, Viosinho e Rabigato fazem uma festa de aromas e sabores, bem integradas e harmonizadas. Fundo a mel, refrescante, bem limpo, notas a peras, pomelo e lima da Pérsia, com um delicioso tempero mineral e a ervas finas.

Preço: R$ 75
Onde: Armazém 71

***

Almendra 2016

Casa Agrícola Roboredo Madeira (CARM) – Douro – Portugal
Nota 89

Roboredo Madeira é um nome de sucesso e referência no Douro. Neste branco, a elegância e suavidade dão o tom, com ótimo frescor e juventude. Belo bouquet encanta os sentidos logo no primeiro cheiro, fundo a mel com algo suave a cítricos e deliciosas nuances a erva fina (dill) e um fumé. Bom corpo e final de prova. As castas Rabigato e Viosinho fazem o vinho, com um toque de Moscatel Galego (5%).

Preço: R$ 82
Onde: Walmart Juvevê

***

Marqués De Riscal 2018

Bodegas Marqués de Riscal – Rueda – Espanha
Nota 88

Rueda, próxima à histórica cidade de Tordesilhas e do rio Douro, é fonte de ótimos brancos espanhóis, notadamente à base da uva Verdejo. Neste caso, o emblemático Marques de Riscal em boa forma, 100%
Verdejo. Ótimos aromas, bem entremeados por nuances a ervas finas. Vivaz e com boa energia e corpo. Limpo e bem definido, notas a louro sobre frutado com boa profundidade.

Preço: R$ 116,60
Onde: Todo Vino

***

Quinta da Romaneira Reserva 2017

Soc. Agr. Qta. da Romaneira – Douro – Portugal
Nota 88

A Quinta da Romaneira, muito bem localizada, é das mais emblemáticas quintas do Douro. Um branco bem resolvido, atraente, precisou arejar um pouco no copo para mostrar seu melhor, com saborosas notas frutadas a marmelo, um suave fundo a mel e um discreto tempero a ervas finas. Malvasia Fina, Gouveio e Rabigato são as castas do inspirado blend.

Preço: R$ 149
Onde: Rede Festval

***

Morgado de Silgueiros 2016

Adega Coop. Silgueiros – Dão – Portugal
Nota 88

Quem conhece vinhos portugueses sabe que o Dão pode fazer os melhores brancos daquele país. A qualidade geral da enologia na região é crescente e vale a pena ficar atento. Aqui, um bom exemplo. Suaves notas florais, com bons temperos a ervas finas, sobre um corpo de boa acidez e profundidade e uma leve mineralidade. As uvas Encruzado e Malvasia Fina, em igual proporção, fazem o vinho.

Preço: R$ 51
Onde: Walmart Juvevê

***

Chan de Rosas Clássico Albariño 2018

Chan de Rosas Bod. y Vin. – Rias Baixas – Espanha
Nota 88

Rias Baixas, na Galícia, quase na fronteira com Portugal (Minho), é berço de ótimos albariños. Neste caso, um rótulo de crescente sucesso na sua gama, apresentando-se equilibrado, com bom corpo, base suave e de boa acidez. Fundo a mel, notas frutadas a marmelo, discreto cítrico e chá branco completam o bom conjunto.

Preço: R$ 92,90
Onde: Adega Brasil

***

Marques de Cáceres 2017

Marques de Cáceres – Rueda – Espanha
Nota 87

Um branco com boa energia e vivacidade, perfumado por um estimulante zest de cítricos. Um leve picante no final de prova, dá certa crocância à textura. Notas suaves a pimenta branca. Casta Verdejo,
a famosa região espanhola de Rueda, junto ao rio Duero (Douro).

Preço: R$ 84,90
Onde: Grand Cru Curitiba

***

Régia Colheita Reserva 2017

Coop. Agr. Reguengos Monsaraz – Alentejo – Portugal
Nota 87

Com a casta branca emblemática do Alentejo, a Antão Vaz e a Arinto, um vinho bel lapidado por este produtor consagrado. Fermentado em barricas de carvalho, revela nuances a baunilha bem integradas
a um frutado suave a cítricos e maçãs. Base rica dá suavidade ao vinho, mas com boa jovialidade.

Preço: R$ 75,90
Onde: Adega Brasil

***

Rufo 2017

Vale D. Maria- Christiano Van Zeller – Douro – Portugal
Nota 87

Elaborado por um dos mais emblemáticos produtores do Douro, com a alta grife da Quinta do Vale D. Maria. Recentemente passou a propriedade da Aveleda. Suave, vivaz, algo a pêssegos e bem temperado por leves nuances a ervas finas.

Preço: R$ 149,90
Onde: Todo Vino

***

Quinta do Valdoeiro Chardonnay 2017

Caves Messias – Bairrada – Portugal
Nota 87

A Chardonnay está ambientada na Bairrada pelo menos desde o século XIX, por isso a denominação de origem aplica-se a brancos com esta casta de origem francesa. Donas da famosa Quinta do Valdoeiro, as Caves Messias elaboram este belo rótulo com uvas da própria quinta. Neste caso, um branco macio e suave, com notas a pomelos, boa acidez e um final crocante.

Preço: R$ 85
Onde: Armazém 71

***

>>> Bar serve vinhos e tapas escondido em estrada entre Punta e o interior do Uruguai

Quinta do Penedo 2017

Caves Messias – Dão – Portugal
Nota 87

Um Dão bastante interessante, seco e mineral. Notas de frutos brancos (pera, maçã), marmelos, numa textura suave e redonda. Elaborado com a Encruzado, das mais importantes castas brancas do Dão.

Preço: R$ 76,90
Onde: Adega Passione

***

La Muela Cervera de la Canada 2018

San Gregorio – Calatayud – Espanha
Nota 87

A região situa-se no extremo oeste da província de Saragoza, em direção a Madri. Os vinhedos são plantados em altitude, entre 550 m e 1.050 m. Vinho de cor citrina, com boas nuances cítricas bem entremeadas com abricots maduros. Mais rico e cheio. Elaborado com a célebre casta Macabeo.

Preço: R$ 79,90
Onde: Grand Cru Curitiba

***

FP Branco Bical e Arinto 2018

Filipa Pato – Bairrada – Portugal
Nota 87

Rótulo famoso e de sucesso, da carismática e talentosa Filipa Pato. Um blend bem característico da Bairrada, Arinto e Bical. A suavidade da Bical dá o tom, com fundo a mel, algo a frutos tropicais e pêssegos, um toque a ervas finas.

Preço: R$ 99
Onde: Armazém 71

***

Marques de Borba Colheita 2018

J.P. Ramos – Alentejo – Portugal
Nota 86

Era de esperar mais deste rótulo, talvez uma garrafa em forma menos boa. De todo modo um branco com boa presença de acidez, seco e um tempero a ervas finas.

Preço: R$ 83
Onde: Armazém 71

***

Flor de Julia 2018

Carlos Lucas Vinhos – Alentejo – Portugal
Nota 86

Um vinho que se mostra melhor em boca. Pouco aromático, mas de corpo acídulo, com frutos brancos e crocância.

Preço: R$ 52,90
Onde: Adega Brasil

>>> 7 bons vinhos de garnacha, a grande uva tinta do mediterrâneo

VEJA TAMBÉM

Compartilhe

8 recomendações para você