Restaurantes

Farnel

Antiga Casa Lilás reabre com novo nome

Casa aposta na cozinha paranaense, do litoral ao primeiro planalto

por Andrea Torrente Publicado em 01/05/2014 às 01h
Compartilhe
O siri à moda da caiçara com aipim é uma receita típica do litoral do Paraná resgatada pela chef Glória Vargas. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

O siri à moda da caiçara com aipim é uma receita típica do litoral do Paraná resgatada pela chef Glória Vargas. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

A gastronomia paranaense de raiz é a grande estrela do Farnel, restaurante que funciona no casarão centenário que abrigava a Casa Lilás, no centro histórico de Curitiba. Sob o comando da mesma chef e proprietária, Glória Vargas, o estabelecimento reabriu em março totalmente reformulado: as cores pasteis das paredes foram substituídas por tons de terra e azul petróleo.

O cardápio também passou por mudanças. “Em 2013, fiz uma longa pesquisa sobre a culinária do litoral do Paraná e do primeiro planalto do Estado (entre a Serra do Mar e Ponta Grossa)”, conta a chef. “É uma gastronomia que tem forte ligação com os tropeiros, mas que sofreu também influências africana, indígena e portuguesa.”

Carne-seca, paçoca de carne, farnel de frango, grãos – como feijão e farinha de milho – e ovos são os ingredientes básicos dessa culinária, que por longo tempo representou a comida típica dos viajantes que do Rio Grande do Sul se deslocavam para o interior de São Paulo. Ao longo das viagens, os pratos iam se enriquecendo com novos sabores. Dessa mistura surgiu a gastronomia paranaense.

Figo em calda com crocante de nozes e nata (R$ 10,80). Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Figo em calda com crocante de nozes e nata (R$ 10,80). Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Da tradição litorânea, a chef traz para a mesa um versão mais leve do barreado, com cortes magros de carne e bacon no lugar do toucinho. O prato vem com arroz, pirão e banana e custa R$ 75,40 (serve duas pessoas). Siri à moda caiçara (R$ 43,20) e camarão com aipim (R$ 44,60) são duas opções à base de peixe originárias do litoral. Do primeiro planalto, a chef reinventou uma paçoca à base de carne bovina cozida triturada e frita no lugar da carne-seca. A opção, que sai por R$ 34,60, é acompanhada de quibebe.

São sete pratos de origem paranaense, além de algumas pitadas de influência italiana – o gnocchi pomodoro ou pesto sai por R$ 26,90 – e polonesa – o pierogi com ricota, batata, cheiro-verde e nata custa R$ 28,80. Do cardápio da Casa Lilás foram mantidos os doces de colher nos sabores café e chocolate. As novas sobremesas regionais com coco, doce de leite, abóbora e amendoim são servidas em um tacho de cobre que pertencia à mãe da chef. Outras opções são a banana caramelizada com nata e açúcar mascavo e o bolo de chocolate com sorvete.

Para beber, sucos naturais são os destaques da casa. A carta de vinhos tem cerca de dez rótulos; enquanto entre as cervejas há as opções Original e a Eisenbahn. Em breve entrarão no menu cervejas paranaenses. O espaço tem ainda um museu de peças antigas de culinária e uma “Sala Família”, com capacidade para oito pessoas, ambientada com móveis que pertencem à família da chef há mais de um século.

 

 

Serviço

Farnel. Rua Claudino dos Santos, 90, Centro – (41) 3324-9775. De quarta a sábado das 18h30 às 23 horas; domingos das 12 às 15 horas.

Compartilhe

8 recomendações para você