Experiência

Será que funciona?

App se baseia nas fases da lua e estações para indicar qual vinho tomar

Veja o que dizem especialistas que testaram o aplicativo

por Guilherme Grandi Publicado em 30/01/2019 às 08h
Compartilhe

Um aplicativo de smartphone promete indicar os vinhos ideais para cada dia e horário da semana – e até mesmo quando não os beber. O When Wine Tastes Best se utiliza de estudos das fases da lua, estações do ano e a influência do sol para apontar qual rótulo cai melhor com uma determinada época, mas sua eficácia não é unanimidade.

Tela aplicativo

Aplicativo utiliza conceitos da produção biodinâmica para indicar os rótulos ideais para cada dia da semana. Foto: reprodução/AppStore.

Lançado em 2016 e atualizado no final do ano passado, o aplicativo se baseia em estudos do calendário biodinâmico elaborados pela alemã Maria Thun, falecida em 2012 aos 90 anos. Ela desenvolveu um sistema de cultivo que leva em consideração a posição da lua em relação às constelações zodiacais, e que vem aos poucos sendo replicado em pequenas vinícolas ao redor do mundo.

Segundo a programadora do aplicativo, a agência britânica Floris Books Trust, o When Wine Tastes Best indica, por exemplo, que alguns dias pedem rótulos mais frutados, e que outros são melhores para degustar bebidas com tons mais minerais. No entanto, a explicação foi contestada por especialistas consultados pelo Bom Gourmet, que testaram o programa a pedido da reportagem.

>> Leia também: Conheça a vinícola francesa que produz vinhos em áreas selvagens

Para a sommelière e empresária Cassiana Gonçalves, o aplicativo só deu a opção de experimentar o vinho em apenas um dia da semana. Ela diz que não sentiu muita diferença entre a indicação do aplicativo e seu próprio conhecimento.

“Eu achei estranho, mas esperei o dia e o horário e abri um vinho que já conheço, e não senti diferença. Acredito que não interfira muito na degustação, talvez no processo de cultivo e produção do vinho”, explica. A versão que ela testou foi a chamada freemium, que só tem uma parte das funções liberadas.

Já a versão paga – de R$ 14,90 ao ano – permite visualizar as melhores indicações no longo prazo, a explicação completa de cada rótulo e porquê da sua recomendação. O aplicativo está disponível para download em inglês na AppStore.

Polêmica

Aplicativo vinhos

O aplicativo também pode ser baixado no iPad. Foto: reprodução/AppStore.

A produção biodinâmica dos vinhos ainda é considerada um assunto delicado mesmo entre os próprios enólogos e sommeliers. A proposta do aplicativo, de levar os conceitos para a palma da mão mesmo a quem não conhece tanto dessa modalidade, é vista com certo ceticismo segundo a sommelière Elis Cabanilhas Glaser.

Para a profissional, assim como existem pessoas céticas que creem basicamente no que prega a ciência, há aqueles que se deixam levar pela influência do misticismo.

“Na minha opinião, que sou uma entusiasta da cultura biodinâmica no processo de produção do vinho, é uma ideia interessante. Há uma certa lógica na proposta do aplicativo, mas que precisa ser melhor estudada. Por hora, prefiro confiar na escolha de um bom vinho com uma boa companhia para ter a garantia de um bom momento para degustá-lo”, analisa Elis.

>> Leia também: Vinhos brasileiros de pequenas vinícolas: veja 31 joias raras

Na mesma linha segue a sommelière Daniele Lopes, que também testou o aplicativo a pedido do Bom Gourmet. Ela explica que até faz sentido adotar os conceitos biodinâmicos na produção do vinho, mas não tanto na hora da degustação.

“Não consigo entender porque o aplicativo nos fala de dias específicos para apreciar e degustar um bom vinho, isso realmente não tem lógica. Claro que é válido se preocupar como ele foi produzido, a evolução em garrafa ou uma safra específica. Mas, apenas um horário específico? Não é nada muito prático”, analisa a especialista.

A reportagem do Bom Gourmet também testou o aplicativo When Wine Tastes Best e avaliou que o programa é válido como um aprendizado sobre o conceito de produção biodinâmica e a experimentação de diferentes opções de vinhos. No entanto, seu uso não precisa ser levado ao pé da letra. O melhor é apreciar aquele rótulo que agrade ao paladar e harmonize com o prato servido ou a ocasião de consumo.

Compartilhe

8 recomendações para você