i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
páscoa

Dicas e receitas para deixar o prato de bacalhau mais econômico

Com criatividade dá para usar o peixe símbolo da Páscoa em preparos saborosos, sem gastar muito

  • PorPriscila Bueno, especial para a Gazeta do Povo
  • 01/04/2017 07:00
Foto para matéria de capa da revista Bom Gourmet sobre receitas com bacalhau que não pesam no bolso . Local: A Fábrika .
Foto para matéria de capa da revista Bom Gourmet sobre receitas com bacalhau que não pesam no bolso . Local: A Fábrika .| Foto: Gazeta do Povo

O desafio era grande. Como não deixar de fora do almoço da Sexta-feira Santa ou da Páscoa algo tão tradicional como o bacalhau e ao mesmo tempo gastar pouco? Afinal, com preços beirando os R$ 100 (lombo do Gadus morhua, o verdadeiro bacalhau), o quilo, pode-se dizer que é um peixe bem salgado (com o perdão do trocadilho). Pois bem, é aí que entra a criatividade de quem trabalha diariamente na cozinha.

É possível diminuir a quantidade de bacalhau em uma receita, sem fazer com que ela perca sua essência? Substituindo um ingrediente ou lançando mão de uma técnica podemos ressaltar o sabor do bacalhau na receita que usamos menos peixe? No lugar do norueguês Cod gadus morhua, é possível usar outro tipo de peixe salgado seco, como o Saithe, sem sacrificar tanto a qualidade final? Essas eram as principais dúvidas do Bom Gourmet.

Na visão da chef Joy Perine, da Faculdade Opet, é possível usar algumas “artimanhas” para servir o bacalhau sem gastar tanto e sem sacrificar o resultado final da receita. Ela lembra que em uma refeição, a quantidade de bacalhau por pessoa é de 150 g a 250 g. Ao reduzir a quantidade do peixe em uma preparação, uma dica é usar o leite ou água no qual dessalgou o bacalhau para cozinhar batatas e legumes. “Mas, tenha cuidado com a concentração de sal”, alerta. Aproveite também as aparas do bacalhau para fazer um caldo com cebola, alho poró, cenoura, alho, louro e vinho branco. Com o caldo e algumas lascas, a chef indica fazer um vichyssoise de bacalhau.

Até mesmo o sal do peixe pode ser usado na finalização. “Eu gosto de guardar o sal para salgar outros peixes ou então usar como flor de sal na finalização do bacalhau mesmo. Dá até pra colocar no moedor de sal”, ensina Joy.

>> 51 receitas de bacalhau para a Páscoa

Couscous de bacalhau, da chef Joy Perine. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo
Couscous de bacalhau, da chef Joy Perine. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo| Gazeta do Povo

Salgado

Outra dica é comprar a peça inteira do bacalhau, ensina Giuliano Hahn, chef do Armazém Santo Antônio. Ele lembra que a peça custa cerca de R$ 50, o quilo, enquanto o lombo, R$ 120. “Aí você não compra apenas o lombo, que é considerado o ´mignon´ do bacalhau. Você aproveita as aparas que são as lascas para fazer outro prato”. Até mesmo os espinhos e cartilagem são possíveis de se aproveitar. “Cozinhe até praticamente dissolver e, com farinha de mandioca e temperos, prepare um pirão”, explica Tassiane Andressa Jacon, chef do Delight. Ou seja, com uma peça inteira, é possível fazer três pratos.

>> 7 acompanhamentos para servir com o peixe na Sexta-Feira Santa

Ceviche de bacalhau, da chef Tassiane, do Delight. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo
Ceviche de bacalhau, da chef Tassiane, do Delight. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo| Gazeta do Povo

15% é a economia que se faz ao comprar o bacalhau salgado (para dessalgá-lo) porque ele ganha volume ao ser hidratado.

Comprar o peixe salgado acaba saindo mais em conta também. Nelson Goulart, do Ibérico Restaurante, explica que, em comparação ao comprado dessalgado e congelado, obtém-se uma economia de 15%, “pois enquanto o salgado ganha peso na dessalga, o dessalgado perde no descongelamento”.

Quem não pode ou não quer usar o Gadus morhua pode optar por outro peixe tipo bacalhau – Gadus macrocephalus, Saith, Ling e Zarbo. Para se ter ideia de preço, enquanto o morhua custa entre R$ 45 e R$ 110 (o lombo), o macrocephalus custa R$ 54,90. “Em sabor, não vai dar diferença”, diz Joy. Para o Bacalhau às Natas foi usado o Gadus macrocephalus, quase comparável ao Gadus morhua. O tipo Ling, por exemplo, pode ter as lascas usadas em um bolinho de bacalhau, assim como o Zarbo, que também vai bem em caldos e pirões. O tipo Zarbo foi encontrado por R$ 39,90 (o quilo).

Lombo de bacalhau em crosta funcional de chia. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo
Lombo de bacalhau em crosta funcional de chia. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo| Gazeta do Povo

Tipos de bacalhau

Há cinco tipos de peixe salgados secos. Pel a legislação, só o Gadus morhua e o macrocephalus podem usar a designação bacalhau. Confira:

O Cod gadus morhua é o verdadeiro bacalhau. Também chamado de bacalhau do Porto, tem postas altas e claras e desfaz-se em camadas tenras quando cozido. É recomendado para uso em todos os pratos.

O Cod gadus macrocephalus, também é chamado de Bacalhau do Pacífico. É bastante parecido com o morhua em aspecto. Porém, sua carne é mais branca e ele não desmancha em lascas tão perfeitas. É mais barato que o Morhua.

O Saithe tem a carne mais escura e o sabor mais forte. A carne desfia fácil depois de cozido. É muito usado em bolinhos, tortas, saladas e ensopados de bacalhau.

O Ling tem carne clara e é mais estreito. Sua carne é mais firme, o que o deixa ideal para grelhar e assar.

O Zarbo é um peixe pequeno e claro. É o menor entre os peixes tipo bacalhau. É o ideal para caldos, pirões e bolinhos. Pode ser desfiado.

 

Como dessalgar?

Lombo ao capim limão,  do chef Giuliano Hahn, do Armazém Santo Antônio. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo
Lombo ao capim limão, do chef Giuliano Hahn, do Armazém Santo Antônio. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo| Gazeta do Povo

Dizem que não há sabor melhor do que o bacalhau dessalgado em casa. Mas, a técnica rende muitas dúvidas. A chef Joy diz que começa a dessalga um dia antes ou até mais. Antes da dessalga propriamente dita, lave o peixe em bastante água ou retire o sal batendo bem o peixe. Coloque o peixe imerso em água gelada sempre e a troque a cada duas horas mais ou menos. O tempo vai variar conforme a altura das postas. O indicado são 24 horas por cm de altura da parte mais grossa da posta. Para verificar se está no ponto, experimente uma lasca da parte mais grossa para ver se está dessalgado.

 

Bacalhau às natas feito por Nelson Goulart, do Ibérico. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo
Bacalhau às natas feito por Nelson Goulart, do Ibérico. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo| Gazeta do Povo

 

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo
Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo| Gazeta do Povo

***

Confira todas as receitas da matéria:

***

***

***

***

***

***

 

 

 

 

Serviço/lojas e peças das fotos | Germer Porcelanas. BR-277, 3278 – Bom Jesus, Campo Largo, (41) 3291-3000.  Morô? Casa e Decoração. Shopping Curitiba (41) 3057-4040. Camicado. Shopping Mueller (41) 3307-1164.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.