Bebidas

Expedição

Barista percorre MG em agosto

Para o projeto Rause na Estrada, Juca Esmanhoto, vai visitar 12 fazendas e dez municípios. O objetivo é valorizar o café especial entre os moradores das regiões produtoras

por Flávia Schiochet Publicado em 20/05/2015 às 19h
Compartilhe
Hida Lambros e Juca Esmanhoto, sócios do Rause Café + Vinho. Hida cuidará das cafeterias enquanto Juca viaja por Minas Gerais para o projeto Rause na Estrada, em que distribuirá doses de espresso aos habitantes de dez cidades mineiras. Foto: Mel Gabardo/Gazeta do Povo

Hida Lambros e Juca Esmanhoto, sócios do Rause Café + Vinho. Hida cuidará das cafeterias enquanto Juca viaja por Minas Gerais para o projeto Rause na Estrada, em que distribuirá doses de espresso aos habitantes de dez cidades mineiras. Foto: Mel Gabardo/Gazeta do Povo

A ideia inicial do projeto Rause na Estrada era ambiciosa: percorrer todas as regiões cafeeiras do Brasil em 90 dias para documentar o trabalho das fazendas e da cultura do café nas cidades. Foi repensada ao longo do caminho até chegar a uma síntese: visitar 12 fazendas de cafés mineiras e dez cidades da região para distribuir doses de espresso para a população local — e documentar tudo em foto e vídeo.

A palavra “rause”, em norueguês, significa generosos. Ancorado neste conceito, o barista e sócio do Rause Café + Vinho Juca Esmanhoto quer oferecer aos habitantes das regiões produtoras de café uma experiência nova para que conheçam um café de qualidade e valorizem sua região. “Como no resto do país geralmente as pessoas tomam café de supermercado, que é um café de péssima qualidade. E estas pessoas estão muito próximas dos cafés especiais, queremos mostrar esse choque cultural do café espresso, que é mais urbano, com o mais comum no interior, que é o café no coador de pano. Nenhum deles é melhor nem pior, só é diferente”, disse Juca. O projeto é uma ideia dele e de Hida Lambros, também sócia da cafeteria e que tomará conta das duas casas em Curitiba enquanto Juca viaja.

Para ajudar na divulgação e viabilização da empreitada, Hida e Juca vão lançar uma campanha em crowdfunding pelo site Benfeitoria. Dentre os brindes de contrapartida para quem ajudar na “vaquinha virtual” estão cafés (250 gramas) e um dia na fazenda, em que o contribuinte passa um dia em uma das fazendas a ser visitada por Juca, um fotógrafo e um cinegrafista. A saga do trio pode ser acompanhada pela fan page e também no Instagram .

Seleção e itinerário
Juca, um fotógrafo e um cinegrafista partem no fim de agosto junto de uma cafeteira italiana La Marzocco. A viagem terá como destino final a capital mineira, Belo Horizonte, 30 dias depois, quando acontece a Semana Internacional do Café, entre os dias 24 a 26. Lá, o trio fará uma exposição e Juca participa de um campeonato de baristas.

Para definir o roteiro, o Rause aceitará amostras de fazendas de café de Minas Gerais enviadas até dia 26 de junho, das quais apenas 12 serão selecionadas pela bióloga e Q-grader (provador oficial de café) Verônica Belchior, chancelada pela Associação Americana de Cafés Especiais. Todas as fazendas que enviarem amostras, no entanto, receberão a análise sensorial, com a descrição de características como corpo, acidez e doçura. Cada fazenda selecionada terá uma saca (60 quilos) de café torrada pela 4Beans Coffee Co e parte das 12 sacas será distribuída como contrapartida da campanha de crowdfunding. A outra porção será servida gratuitamente aos habitantes das dez cidades a serem visitadas pelo Rause na Estrada. “Este volume de café rende cerca de 60 mil cafés, que é a quantidade mínima que queremos distribuir pelo crowdfunding e pelas cidades”, calcula Juca.

***

Leia também

MB Mercearia Brasileira é restaurante e empório

Risoto X taco mexicano é o combate do quarto episódio do Batalha de Famílias

Cearense Coco Bambu terá unidade com 500 lugares no Shopping Crystal

Tags: café
Compartilhe

8 recomendações para você