i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Bom Gourmet Stage

Lei que proíbe plástico em restaurantes de SP abre caminho para expansão da Turtle Box

  • PorBom Gourmet com Click Textos
  • 23/02/2021 09:48
Delivery
Solução criada pela startup elimina o uso de embalagens descartáveis no delivery de alimentos.| Foto: Bigstock

No dia 1º de janeiro de 2021, entrou em vigor na cidade de São Paulo a lei que proíbe o fornecimento de pratos, talheres e copos de plástico nos restaurantes e bares. A medida foi sancionada pelo prefeito Bruno Covas e tem como objetivo reduzir a geração de lixo na capital paulista.

De acordo com a regulamentação, estabelecimentos que descumprirem a lei podem ser multados em valores que variam de R$ 1 mil a R$ 8 mil. A regra também é válida para hotéis, padarias, clubes noturnos, buffets e eventos culturais e esportivos.

A nova lei ainda determina que todos os utensílios de plástico sejam substituídos por materiais biodegradáveis, reutilizáveis ou compostáveis. Segundo a Prefeitura de São Paulo, atualmente 16,9% de todos os resíduos que vão parar nos aterros públicos da cidade são plásticos.

Além de promover uma mudança no comportamento do consumidor, exigir a adequação dos estabelecimentos e criar uma maior consciência ambiental na população, a medida também está alinhada às principais tendências mundiais para a preservação do meio ambiente e já desperta o interesse de startups como a Turtle Box, que trabalha com uma solução logística sustentável para o setor de food service, oferecendo embalagens retornáveis.

“Como a lei é recente, muitos restaurantes de São Paulo ainda estão perdidos sobre que tipo de embalagem colocar no lugar dos descartáveis. Nós entendemos que a Turtle Box é a solução perfeita para eles. A embalagem é um fator de extrema importância para garantir uma boa experiência ao cliente. Ela tem que cumprir alguns requisitos mínimos, como proteger, manter a qualidade e garantir uma boa apresentação do prato. Nossa solução oferece tudo isso”, afirma Igor da Cunha Felix, um dos idealizadores da empresa.

Uma realidade mais sustentável

Leis como a aprovada em São Paulo abrem caminho para um futuro mais sustentável e com menos degradação ambiental. Iniciativas semelhantes já são adotadas em outras nações, como no Canadá e em países da União Europeia.

A eliminação progressiva do plástico é um dos principais requisitos para a construção de uma realidade mais ecologicamente correta.

“Entendemos que essa lei muda completamente a realidade dos restaurantes, que agora precisam procurar por embalagens que cumpram os requisitos e sejam sustentáveis. Portanto, nesse período de mudança, além de oferecermos nossas embalagens Turtle Box, também estamos dispostos a ajudar os estabelecimentos na transição”, explica Igor da Cunha Felix.

Conheça a Turtle Box

A Turtle Box é uma startup que trabalha com um modelo logístico no qual os restaurantes recebem gratuitamente as embalagens retornáveis e só pagam depois que elas são vendidas ao cliente final.

Neste sistema de logística reversa de embalagens de delivery retornáveis, a empresa fornece, coleta, higieniza e as retorna para os restaurantes parceiros, oferecendo uma solução ecologicamente correta e que melhora o fluxo de caixa dos estabelecimentos. A embalagem retornável da Turtle Box pode ser reutilizada cerca de 500 vezes. A startup faz parte do programa de aceleração Bom Gourmet Stage, que fomenta negócios inovadores do mercado de food service no Brasil. Para saber mais sobre a empresa, acesse o site oficial.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    Afonso Celso Frega Beraldi

    ± 0 minutos

    Sabe quem paga por isso tudo? Voce eu que somos consumidores. Ou alguem acha que a solucao nao eh cara e nao sera embutida em precos de refeicoes?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso