Restaurantes

Mais acessível

Cão Véio baixa preços do cardápio e lança novos sanduíches

Alguns dos pratos mais conhecidos ficam mais baratos e novas opções de entradas entram no menu da rede comandada pelo chef Henrique Fogaça

por Marina Mori Publicado em 05/04/2019 às 18h
Compartilhe

Os preços do Cão Véio baixaram. Todas as franquias do gastropub comandado pelo jurado do MasterChef Henrique Fogaça, pelo vocalista da banda CPM 22, Fernando Badauí, e o promoter Marcos Kichimoto deixaram os lanches mais acessíveis e aumentaram a oferta de entradas no cardápio: da matriz paulistana, inaugurada em 2013 no bairro de Pinheiros, às unidades de Itaim e Tatuapé (SP), Brasília, Goiânia e também na unidade de Curitiba, no Batel.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Cão Véio Curitiba (@caoveiocuritiba) em

Antes do reajuste, os hambúrgueres e sanduíches da rede dificilmente custavam menos de R$ 40 — alguns chegavam a R$ 58. Agora, saem. em média, de R$ 32 a 39, dependendo da cidade, mas sem acompanhamento. Em Curitiba, o “Mastim” (feito com cupim assado finalizado na manteiga de garrafa) passou de R$ 40 para R$ 32 e o “Bruto” (carne de Angus com queijo emmental) de R$ 44 para R$ 34.

Lucas Bora Araujo, sócio da franquia curitibana inaugurada em abril de 2018, explica que a mudança aconteceu para incentivar o público a provar outras opções do menu.

“Queremos fugir um pouco da ideia de hamburgueria e aumentar o leque de opções. Raramente as pessoas pediam outras coisas e o objetivo é que elas experimentem os pratos que têm o toque do fogaça”, afirma o empresário. O cardápio curitibano tem 17 entradas de R$ 20 a R$ 39 além dos nove hambúrgueres.

cardapio-cao-veio-espirito-de-porco

Entrada Espírito de Porco, do Cão Véio Curitiba. Foto: Reprodução / Instagram

O empresário destaca o novo preço da entrada “Espírito de Porco”, porção de costela suína marinada na cachaça com mel e servida com molho de pimenta defumada com maracujá e flor de sal. De R$ 42, o prato, que serve duas pessoas, passa a custar R$ 35 sem redução de quantidade de carne.

Outra entrada que ficou mais barata foi o “Fila Brasileiro”, filé de alcatra recheado com queijo gruyère e gorgonzola: custava R$ 42 na unidade do Cão Véio Itaim e agora sai por R$ 39.

A redução já surtiu efeito na movimentação do pub. Daniel Oliveira, gerente da unidade do Tatuapé, em São Paulo, diz que a média de clientes aumentou desde que o novo cardápio — nas unidades de São Paulo a redução foi implementada no início de janeiro. “Antes a gente recebia umas 130 pessoas por dia no fim de semana e agora são umas 200”.

Novidades personalizadas em cada unidade

No Cão Véio Curitiba, dois hambúrgueres entram para o menu: o “Fumaça”, feito com costela suína desfiada, molho barbecue, cheddar inglês, mini rúcula, tomate cereja confitado e finalizado com flor de sal no pãozinho francês e o “Rabugento”, com 200g de carne de Angus, ragu de linguiça, cheddar inglês, bacon, pimenta jalapeño assada e molho barbecue no pão preto. Ambos custam R$ 34.

hamburguer-rabugento-cao-veio-curitiba1

“Rabugento”, novo hambúrguer do Cão Véio Curitiba. Foto: Divulgação

Cada franquia do Cão Véio tem algo diferente a oferecer ao cliente. No pub de Curitiba, por exemplo, a atração exclusiva fica ao cargo da “Carne do Cão”, uma versão revisitada da tradicional carne de onça curitibana.

Lucas Ferreira “Jota”, chef executivo da marca, produziu uma versão com patinho moído temperado com cebola roxa, alho, pimenta dedo de moça, mostarda dijon, conhaque e cebolinha. O prato acompanha pão italiano tostado na manteiga e custa R$ 25. “Não conhecia [a carne de onça] e achei bem interessante. Mas, em vez da broa, senti falta de uma textura. Por isso escolhi um pão italiano crocante para equilibrar”, explica.

Em Goiânia, o chef executivo criou duas opções com referência ao cerrado: um escondidinho de carne de sol com mandioca e queijo coalho maçacaricado e um risoto de carne seca com óleo de gengibre.

carne-de-onca-cao-veio-curitiba-foto-rodrigo-pierrot

“Carne do Cão”, a versão revisitada da carne de onça curitibana. Foto: Rodrigo Pierrot / Divulgação

LEIA TAMBÉM

Compartilhe

8 recomendações para você