Prêmio Bom Gourmet 2018

Prêmio Bom Gourmet

Carne de onça, o “tartar das araucárias”, também conquista os jovens

Sentar num boteco, pedir uma gelada na mesa e comer este prato típico atrai novos públicos em Curitiba

por Flávia Alves, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 13/07/2018 às 11h
Compartilhe

Numa época em que muitos jovens se divertem nas “prainhas” curitibanas, curtindo um drink de gim a céu aberto, podemos quase dizer que sentar num boteco para tomar uma gelada no copo americano e saborear uma carne de onça é programa boêmio “raiz”.

 

Num dos redutos da boemia curitibana, o BarBaran – que concorre como a melhor carne de onça no Sabor Popular do Prêmio Bom Gourmet 2018 –, o ritual é clássico e atrai um público cativo, formado principalmente pelo “pessoal das antigas”, da época em que o esquenta antes da balada era obrigatório.

>> CONHEÇA TODOS OS FINALISTAS DO SABOR POPULAR 2018

Mas o proprietário Igor Baran conta que o público jovem também se renova, principalmente pelos universitários mais alternativos, que curtem o programa que hoje ganhou status de vintage. “São jovens mais descolados, que estão preocupados em comer e beber bem. Sexta e sábado, inclusive, temos um público bem novo. Agora, em época de férias de faculdade, o movimento de estudantes também é maior”, explica ele.

Já no Cartolas Sport Bar, outro finalista do Sabor Popular, a tradição é garantida entre o público que curte ver a bola rolar nos gramados. “A maioria das pessoas que frequentam o bar vem para assistir aos jogos de futebol”, avalia Simone Rodrigues, sócia do estabelecimento. Ela, aliás, anda feliz da vida com o movimento proporcionado pela Copa do Mundo, que está ajudando a vender ainda mais a iguaria, seja para os clientes fiéis ou aos forasteiros de plantão. “Como temos uma localização central, atraímos muitos turistas, que experimentam aqui pela primeira vez”, fala Simone, que garante ainda que a brincadeira sobre a origem da carne não pode faltar.

No Quitutto GastroPub, que completa o time dos três finalistas da categoria no Sabor Popular, o apreço pelo “tartar das araucárias” (tartar= clássico prato europeu feito com carne crua picada), é passado de geração à geração. “Atendemos muitas famílias, muito pais trazem os filhos depois da aula para comer. Tem gente que até leva a carne de onça para casa, quando não pode ficar por aqui”, explica Rafael Kula, um dos proprietários, garantindo que se depender deles o costume – que rendeu ao prato o título de Patrimônio Cultural de Curitiba – vai durar muitos anos ainda.

A melhor carne de onça de Curitiba

Quitutto (esquerda), BarBaran (direita) ou Cartolas: qual a melhor carne de onça de Curitiba?

E se a tradição da carne de onça vai longe, o que tem data para acabar é a votação do Sabor Popular 2018: o público tem até o dia 29 de julho para escolher a melhor de Curitiba. Os três concorrentes da categoria você já sabe quem são (BarBaran, Quitutto Gastro Pub e Cartolas Sport Bar), e o vencedor quem decidirá é você, votando no site do Prêmio Bom Gourmet.

Além desta modalidade, você pode dar seu voto também para o melhor pastel, cachorro-quente, chineque, sonho e coxinha.

>> LEIA TAMBÉM: Uma polêmica ronda o mundo das coxinhas: onde morder primeiro?

Prêmio Bom Gourmet

Prêmio Bom Gourmet 2018 da Gazeta do Povo elege os melhores também em outras duas categorias: Chefs 5 Estrelas, que definirá os cinco nomes que se destacam no comando das cozinhas curitibanas, e o Sabor Especial, que contempla 25 especialidades.

Para determinar os vencedores nestas categorias, foram selecionados mais de 170 jurados, representantes das mais variadas áreas da sociedade que, além do hábito de frequentar boas mesas, têm uma relação especial com a gastronomia. O grande número de indicações faz com que o Prêmio se transforme em um grande guia gastronômico, plural e democrático, que realmente traz o que a cidade tem de melhor.

Compartilhe

8 recomendações para você