Bebidas

chope bom

Lei libera cerveja artesanal local nos estádios do Paraná

Determinação está no projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa nesta semana; agora só falta sanção do governador

por Andrea Torrente Publicado em 31/08/2017 às 15h
Atualizado em 25/09/2017 às 13h
Compartilhe

Que tal assistir ao jogo do seu time de coração tomando uma cerveja artesanal do Paraná? O governador Beto Richa sancionou na segunda, 25 de setembro, o projeto de lei 50/2017 que libera a venda de cerveja nos estádios do Paraná e que foi aprovado nesta terça (29) pela Assembleia Legislativa.

cerveja artesanal do paraná

Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo.

A lei determina que 20% das cervejas vendidas nos estádios deverão ser artesanais e produzidas no Paraná. “É primordial para o setor hoje, pois nunca tivemos a chance de entrar nesse mercado restrito. Isso vai gerar uma demanda que não existe hoje, mais emprego e mais escolha para o público”, explica Anuar Tarabai, dono da cerveja F#%*ing Beer e diretor de marketing da Associação das Micro cervejarias do Paraná (Procerva), que representa 51 empresas no estado.

Se a lei for sancionada pelo governador, ao lado das cervejas industriais, os torcedores poderão escolher entre cervejas artesanais locais, com uma ampla variedade de estilos. “Se, por exemplo, o estádio tiver dez quiosques que vendem cervejas, dois deles devem ser reservados às cervejas artesanais do Paraná”, explica Tarabai.

Uma das preocupações dos grupos contrários ao projeto é o teor alcoólico elevado de algumas cervejas artesanais. “O estádio não é o local adequado para o consumo de cervejas muito alcoólicas, então a Procerva vai recomendar estilos que combinam com a situação: desde uma Pilsen verdadeira com teor alcoólico de 3,5% a outros estilos como APA, IPA e Session IPA, com volume de álcool em torno de 4 a 5%”, afirma o empresário.

O Paraná conta com dezenas de micro cervejarias, a maioria das quais têm produção pequena. Isso, segundo Tarabai, não é um entrave para o setor. “Até a lei ser sancionada e entrar em vigor, os fabricantes menores terão o tempo para se estruturarem e atender a demanda”, avalia Tarabai.

LEIA TAMBÉM

Agora é oficial! Curitiba é a capital da cerveja artesanal no Brasil

Confira o mapa das cervejarias artesanais de Curitiba

Compartilhe

8 recomendações para você