Pessoas

Reinvenção

Chef catarinense premiado no Michelin em Paris abre bistrô em conta em Floripa

Depois de 13 anos em Paris, onde ganhou um Bib Gourmand, do Guia Michelin, chef Eduardo Jacinto volta ao Brasil

por Juliana Gomes, de Santa Catarina, especial para Bom Gourmet Publicado em 19/08/2018 às 16h
Compartilhe

Altos preços, menu sofisticado e filas de espera costumam exemplificar o que se entende por bistrô no Brasil. Mas o chef catarinense Eduardo Jacinto está disposto a mudar este conceito. Depois de 13 anos em Paris, o cozinheiro passou a admirar o formado de restaurante francês, conhecido na Europa pela qualidade da comida a preços honestos. “Trata-se de um espaço pequeno, aconchegante, com um excelente custo-benefício. É isso que se entende por bistrô na França”, explica.

Torta de carne confitada no vinho tinto, acompanha salada e molho vinagrete. Foto: Divulgação

A experiência europeia do chef Duda, como é conhecido em Floripa, poderia virar filme. Começou com uma atitude ousada, de perguntar pessoalmente ao renomado chef Christian Constant, durante um evento gastronômico, se poderia trabalhar com ele. Para a surpresa do catarinense, o chef francês, com uma estrela Michelin nas costas, o empregou como assistente de cozinha no Café Constant e, anos depois, lhe passou o comando das panelas.

Depois de conquistar o ídolo e os clientes, o brasileiro resolveu caminhar sozinho e abriu o seu próprio bistrô em Paris. O restaurante foi batizado com o nome Le Pario, fazendo referência à capital francesa e à cidade brasileira mais conhecida pelo turistas.

Chef Eduardo Jacinto com sua filha. Foto: Divulgação

Mas nem a conquista do Bib Gourmand, do Guia Michelin, foi suficiente para impedir a vontade de voltar pra casa, acompanhado da esposa e dos dois filhos. Eduardo recebeu propostas em Fortaleza, sonhou com o Rio, mas acabou decidindo pela terra natal.

Há cinco meses, abriu a versão manezinha do Le Pario, que fica num discreto centro comercial do bairro Santa Mônica, próximo ao Centro de Florianópolis. O local é ainda menor do que a inspiração parisiense. Tem apenas 26 lugares, seis funcionários e reúne todas as características de um típico bistrô.

O Le Pario tem apenas 26 lugares. Foto: Divulgação

O menu muda todos os dias, com exceção dos pratos que fazem sucesso com os clientes e costumam voltar ao cardápio. Entre os ingredientes, os frutos do mar têm recebido um merecido destaque, já que são o carro-chefe da cidade. No almoço, o cliente pode escolher entre uma entre quatro opções de entradas, pratos e sobremesas, ao custo de R$ 39. Na janta, o sistema funciona da mesma forma, mas os pratos ganham um toque refinado e o preço passa a R$ 75 por pessoa.

Escalope de vieiras. Foto: Divulgação

Uma das criações de maior prestígio do chef é a carne de porco confitada com alecrim e alho, que também leva camadas de mostarda e farofa de bacon com banana. Para acompanhar, musseline de batata doce com trufa negra e caldo de carcaça de frango. A marca do chef Duda se resume a fazer cozinha de bistrô, nos moldes dos clássicos franceses, com um toque de brasilidade.

Serviço: Avenida Madre Benvenuta, 1.168 (Centro Executivo Aldo Kuerten), Santa Mônica – Florianópolis. De segunda a sexta de 11h30 às 14h30 e de quarta a sábado de 19h às 22h30. Reservas: (48) 3334-0080

LEIA TAMBÉM:

>> Tonho, o premiado boteco de Floripa com vista para o mar e preço acessível

>> Do grão à xícara, café em Floripa oferece experiência completa aos coffee lovers

Compartilhe

8 recomendações para você