Produtos & Ingredientes

Dicas

Chef ensina como preparar ostras frescas com molho oriental e laranja

O molho, com um perfume de laranja, tem sabores intensos que não inibem o gosto da ostra

por Bruna Bill, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 11/02/2018 às 12h
Compartilhe

A ostra é considerada iguaria em diversas partes do mundo, sendo servida tanto em pequenos restaurantes de cidades litorâneas quanto em lugares sofisticados de alta gastronomia. Atualmente, mesmo em cidades distantes do litoral, é possível encomendar e comprar ostras frescas diretamente com os produtores, o que garante a qualidade do produto. “Os locais mais comuns de produção são Florianópolis e Guaratuba. Ambas as ostras apresentam excepcional qualidade e frescor, com sabor suave e marcante, tamanho médio e textura agradável”, explica o chef Giuliano Secco, do C La Vie.

Na gastronomia, as ostras são muito versáteis e podem compor pratos surpreendentes, pois não se limitam a serem servidas in natura. “A única ressalva é consumi-las em curtos períodos de tempo por serem extremamente perecíveis e perderem o frescor após 4 ou 5 dias. Elas também precisam estar sempre em geladeira, resfriadas a no mínimo 8°C”, indica o chef. As possibilidades de cocção são diversas, podendo ser cozidas ao bafo, gratinadas, incorporadas a vinagretes, empanadas ou até mesmo cozidas no limão, como no preparo do ceviche.

Embora seja um produto de sabor leve e refrescante, consegue combinar com diversos outros ingredientes compondo alguns sabores inusitados e deliciosos. Um dos preparados sugeridos por Giuliano é um molho de shoyu e gergelim, que mesmo tendo sabores intensos não inibem o sabor da ostra, que combinados ao frescor cítrico da laranja elevam ainda mais o sabor do prato. Da mesma maneira, o preparo do ceviche combina muito com o sabor das ostras e o leve cozimento que ocorre com a ação do limão dá uma textura um pouco mais firme para a iguaria do que se fosse consumida fresca.

“As ostras são moluscos muito versáteis, podem ser encontradas extremamente frescas e fazem parte da valorização das culturas locais do litoral, como o produto de Guaratuba”, aponta o chef.

Onde: Mercado Municipal e direto com produtores locais no litoral.
Preço: Em média R$ 15 reais a dúzia.

LEIA TAMBÉM:

>> Já comeu ouriço do mar? Em Floripa, restaurantes têm pratos com a iguaria

>> Litoral do PR tem ostras “Romeu e Julieta” e com gorgonzola e mel; confira o roteiro

Compartilhe

8 recomendações para você