Pessoas

Polêmica

Chef Jamie Oliver é acusado de apropriação cultural por prato jamaicano

Chef lançou no Reino Unido uma refeição de micro-ondas chamada de “Punchy Jerk Rice”, com ingredientes diferentes do original típico da Jamaica

por Bom Gourmet, com The Washington Post Publicado em 20/08/2018 às 17h
Compartilhe

O chef-celebridade britânico mais famoso do mundo Jamie Oliver está sendo acusado de apropriação cultural. Seu conglomerado internacional do ramo gastronômico lançou recentemente uma refeição de micro-ondas chamada de “Punchy Jerk Rice”, um prato típico da Jamaica. A denominação não caiu bem entre os britânicos de origem jamaicana.

A integrante do Parlamento, Dawn Butler, e outras pessoas da comunidade jamaicana, daquele país condenaram o nome dado ao prato. “A decisão de dar esse nome ao arroz de micro-ondas foi criticada porque o produto não contém muitos dos ingredientes tradicionalmente utilizados na versão jamaicana”, afirmou Butler à BBC nesta segunda-feira (20)

Prato de Jamie Oliver que causou a polêmica. Foto: Reprodução

Prato de Jamie Oliver que causou a polêmica. Foto: Reprodução

No Twitter, Butler questionou Jamie Oliver no Twitter na noite do domingo: “só estou me perguntando se você sabe o que um jerk jamaicano realmente é?” Até agora, o chef não respondeu.

Butler disse que “jerk” não é “só uma palavra que você coloca antes dos nomes dos pratos para vender” e declarou que o prato era uma apropriação cultural. “Essa apropriação contra Jamaica precisa parar”, afirmou.

A receita de Oliver de “Punchy Jerk Rice” inclui alho, gengibre e pimenta japaleño “para criar uma marinada com atitude”, como ele mesmo diz. Já o prato tradicional não leva japaleños, e sim a pimenta vermelha caribenha. Também é usualmente feita com peixe, frango ou costeletas e não arroz e feijão.

No programa da ITV “Good Morning Britain”, o chef e empreendedor Levi Roots revelou que ensinou o preparo do verdadeiro prato a Jamie Oliver. Sobre o prato de micro-ondas, afirmou “acho que foi um erro do Jamie – ou dele ou de sua equipe. Talvez ele não estivesse realmente envolvido nisso”.

Enquanto isso, a internet se divertiu. Neil O’Brien, um membro conservador do Parlamento, tweetou: “Se o Jamie Oliver não tem permissão para fazer frango Jerk porque é apropriação cultural, ela [Dawn Butler] vai pirar quando descobrir sobre o Jamie’s Italy.”

O jornal britânico The Guardian publicou uma resposta de Jamie Oliver sobre o assunto. O chef afirmou que seu produto “Punchy Jerk Rice” levou esse nome para mostrar da onde veio a inspiração culinária. “Trabalhei com sabores e temperos de todo o mundo em todo a minha carreira, aprendendo e pegando inspiração de diferentes países e culturas para dar uma nova cara a comida que comemos todos os dias. Quando dei esse nome ao arroz, minha intenção foi somente de mostrar da onde veio a minha inspiração”, disse por nota.

LEIA TAMBÉM

> Entenda o que é apropriação cultural

>“Apropriação cultural” é saudável para a sociedade. E mais do que isso: é inevitável

>Ser contra a “apropriação cultural” é bobagem e não passa de “moda passageira”

Compartilhe

8 recomendações para você