Restaurantes

Do café ao almoço

No Brasil: café inspirado em bairro de NY serve sobremesa gigante com donut

Chelsea Cafe, em Curitiba, aposta em milk-shakes e doces servidos na taça, além de almoço executivo

por Júlia Ledur Publicado em 19/05/2017 às 10h
Compartilhe

 

Chelsea Cafe tem inspiração novaiorquina na decoração e no menu. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Um pedacinho de Nova York em Curitiba. Essa é a proposta do Chelsea Cafe, cafeteria inaugurada em dezembro do ano passado no Centro Cívico. Inspirada no bairro novaiorquino Chelsea, a casa reflete referências da metrópole na decoração e no menu.

A ideia surgiu depois de viagens do casal proprietário, a designer Camila Biscouto e o publicitário Wagner Rouver, à cidade americana. “A gente se inspirou no bairro em si e no Chelsea Market, que é um barracão muito grande que se transformou em uma galeria, com várias lojas, de cafés a bares”, explica Camila.

O Chelsea Cafe também foi criado a partir de um antigo barracão, encontrado por acaso pelo casal. Percebendo a semelhança com a proposta, eles decidiram reformar o local, um processo que durou quatro meses. O resultado é uma cafeteria que mescla o estilo industrial, com concreto aparente e parede de tijolos original, com decoração moderna. O projeto da casa é do arquiteto André Bertolucci.

Camila e Wagner já haviam administrado outro empreendimento gastronômico, a Amarilla Picoleteria, no Batel, que foi vendido. “Desde 2014, a crise já vinha pegando e a gente resolveu diversificar, estudar outras áreas”, diz a proprietária.

Cardápio 

Panquecas americanas com mel do Chelsea Cafe. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Panquecas americanas com mel do Chelsea Cafe. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

As referências a Nova Iorque ultrapassam a estética e são evidenciadas também nos sabores dos pratos. O destaque é o waffle, que pode ser servido calda de chocolate (R$ 10,50), calda de frutas vermelhas (R$ 11) ou morango com Nutella (R$ 25) – o adicional de uma bola de sorvete sai por R$ 4,50. No rol dos itens americanos também constam o brownie de chocolate com sorvete de creme (R$ 16,50), a cheesecake com calda de frutas vermelhas (R$ 13), as panquecas americanas com mel (R$ 15,50), além dos milk-shakes, servidos nas mugs, e as taças de sobremesas, tendência que tem feito sucesso em Curitiba.

Os sabores de milk-shake vão de banoffee (R$ 21) a Kinder Bueno de leite Ninho com Nutella (R$ 25,50), passando por frutas vermelhas (R$ 21), Nutella (R$ 23) e brownie (R$ 27). O de morango com donuts e ganache de chocolate branco (R$ 27) é um dos mais pedidos. As sobremesas servidas na taça somam cinco, com destaque para a de Twix com caramelo (R$ 25). Há ainda taças de Oreo (R$ 23), morango com brigadeiro de leite Ninho (R$ 23), Ferreiro Rocher (R$ 25) e Red Velvet (R$ 26,90).

Milk-shake de morango com donut e Taça Twix. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Milk-shake de morango com donut e Taça Twix com caramelo. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

A casa também serve almoço executivo, de terça a sexta-feira das 11h30 às 15h. É possível escolher entre três opções que variam conforme o dia da semana – uma com carne vermelha, uma com carne branca e uma vegetariana.

Às terças-feiras, um dos pratos é o peixe do dia grelhado com crosta de castanhas e fettuccine de pupunha ao molho pesto (R$ 29). Às quartas, tem lasanha vegetariana com abobrinha, berinjela, cebola e pimentão (R$ 21). Já às sextas dá para provar o mignon grelhado com molho de ervas servido com arroz e batatas rústicas fritas (R$ 31,90). Completa o menu uma opção fixa, disponível todos os dias: feijão, arroz, farofa e uma carne que pode ser picanha (R$ 29), contra filé (R$ 18,90) ou frango grelhado (R$ 17,50). Todos os preços incluem uma salada ou sopa de entrada.

Frango grelhado com fettuccine ao pesto. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Frango grelhado com fettuccine ao pesto. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Recentemente, a cafeteria lançou três opções de hambúrguer de carne: o Chelsea Burguer (R$ 25), feito com alface, tomate, queijo prato, molho especial de café e picles; o Jack Daniel’s burguer (R$ 27), que leva queijo cheddar, alface, onion rings, bacon e molho barbecue de Jack Daniel’s; e o Gorgonzola burguer (R$ 25), com creme de gorgonzola, rúcula e cebola caramelizada.

Há também salgados, beirutes, omeletes, sanduíches e saladas. Durante o outono e o inverno, a casa disponibiliza sopas, que podem ser to go. O sabor disponível muda todos os dias. O menu de almoço e salgados foi desenvolvido pela chef Jacqueline Schaidt. Os doces foram criados pelo casal proprietário. Hoje, quem comanda a cozinha é o chef Jesse Augusto Ramos.

Bebidas

O menu da cafeteria tem uma página inteira dedicada aos cafés e drinks feitos com eles. Tem os tradicionais, como espresso (R$ 4,50) e macchiato (R$ 5,50), e outros mais inusitados, como o mocha com paçoquinha e doce de leite (R$ 13) e o cappuccino com caramelo (R$ 7,50).

Entre os drinks, sem álcool, tem EspressoBrownie (brownie mergulhado em espresso com bola de sorvete de chocolate e chantilly), por R$ 17,50; Frapuccino Oreo Chocolate Cream, feito com espresso, batido com sorvete de chocolate, calda de chocolate e Oreo (R$ 13,50); Ice mocha caramelo (R$ 11), com calda de caramelo, expresso, leite, gelo e chantilly, entre outros. No total, são nove tipos de cappuccino, seis de chocolate quente e dois de chocolate gelado.

Há ainda cerveja artesanal, sucos naturais e pink lemonade servidos nas mugs, tradicionais em Nova Iorque.

Espaço

Comuns no bairro Chelsea, um barracão reformado deu lugar ao café. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Um barracão reformado deu lugar ao café, processo comum no bairro Chelsea, em NY. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

A casa tem capacidade para 50 pessoas. Esse número pretende ser ampliado no ano que vem, com a construção de um garden na garagem ao lado do imóvel. O local é pet-friendly e também é ideal para quem trabalha remotamente. O ambiente dispõe de tomadas ao lado das mesas e o wi-fi é grátis.

Serviço

Compartilhe

8 recomendações para você