Produtos & Ingredientes

Internacional

7 comidas e bebidas para provar no Uruguai

O país vizinho reserva algumas boas surpresas na gastronomia. E não são somente a carne e o doce de leite

por Priscila Bueno, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 16/11/2016 às 15h
Compartilhe

Apesar de ser reconhecido pela carne saborosa e pelo doce de leite – e com razão –, o vizinho Uruguai tem outros quitutes e bebidas para você descobrir. A confeitaria é uma atração à parte. Nada de bolos superconfeitados, recheios exagerados ou algo do gênero. Eles até têm um ou outro exemplo, caso do delicioso Chajá, mas o forte são os doces mais secos, alguns feitos com uma espécie de massa folhada. No rol de sanduíches, renda-se ao clássico chivito. Para beber, vai ser difícil escolher entre o vinho local – a uva mais popular é a Tannat –, o Medio Y Medio e o clericot.

Deu vontade? Veja este guia com as sete comidas e bebidas para você provar no Uruguai.

LEIA MAIS
>>> Aprenda a diferença entre ponche, sangria e clericot

>>> Sanduíche uruguaio chega a Curitiba

>>> Padeiro uruguaio cria linha de pães com trigo do Paraná

Massitas

uruguai-gastronomia-doces e salgados

As massitas são pequeninas. No prato, com uma media luna (equivalente ao croissant).

São uma espécie de petit four doce. Quem gosta de miniaturas, também vai amar. São minibolos, minibombons, minidoces e minimil folhas. Um recheio que sempre está presente e faz sucesso é o de doce de leite. São vendidas em padarias, confeitarias e supermercados por quilo. A porção é perfeita para poder provar quatro ou cinco variedades.

***

Alfajor

uruguai-gastronomia-doces e salgados

O alfajor também tem seu espaço. Foto: reprodução Facebook

Não é só na Argentina que eles dão as caras. No Uruguai eles também são vendidos em todo o lugar. Nos supermercados há prateleiras inteiras dedicas a eles. Um dos mais tradicionais é o Las Sierras de Minas, criado há 60 anos. O Punta Ballena e Lapataia também são famosos.

***

Medio Y Medio

uruguai-doces e salgados-gastronomia
Diz a história, que a bebida, que leva espumante e vinho branco seco, foi criada pelo bar Roldós. Serve-se muito no Mercado del Puerto. No El Palenque, a taça custa $180 e a garrafa (750 ml), $450.

***

Picada

uruguai-gastronomia-doces e salgados

A picada é uma seleção de aperitivos.

É assim que eles chamam os aperitivos servidos com uma bebida. No El Cafal, considerado o bar mais antigo do centro, a picada é servida em uma bandeja de alumínio. Geralmente são várias opções, como croquetes de arroz, empanadas, embutidos, queijos, azeitonas, salpicão (sim! Aquela maionese que conhecemos por aqui), torradinhas com presunto e o sensacional palmier doce com queijo.

***

Chivito

uruguai-gastronomia-doces e salgados

O chivito é praticamente uma refeição.

O chivito (cabrito em espanhol) foi criado na década de 1940, pelas mãos de Antonio Carbonaro no bar El Mejillón, em Punta del Este. O que atrai no sanduíche são as camadas coloridas – e com diferentes texturas e sabores – que ficam aparentes quando ele é fatiado ao meio. Quase todos os bares e restaurantes servem o sanduíche em Montevidéu. Uma das redes mais populares é a La Pasiva. Lá o chivito tradicional com fritas custa $270 (peso uruguaio).

***

Clericot

uruguai-gastronomia-doces e salgados

Foto: Rodrigo Sóppa/ Gazeta do Povo

O clericot é uma bebida com frutas, que ficam maceradas em vinho branco ou espumante. Tudo indica que ele seria uma variação da sangria. Apesar de francês, hoje é considerado também um coquetel típico do Uruguai e Argentina.

***

Chajá

uruguai-gastronomia-doces e salgados

O chajá tem recheio de pêssego e doce de leite.

Este bolo é oriundo da cidade de Paysandú. É composto por um bolo de baunilha, uma camada de doce de leite, outra de chantilly com pêssego e coberto com chantilly e suspiro. Se parece com os bolos brasileiros. Experimente a versão vendida pela gelateria e cafeteira Bortolot, fundada em 1896 e que fica em Colônia del Sacramento. A porção custa $170.

Compartilhe

8 recomendações para você