Bebidas

29 de março

Cosmos lança drinks com mate e café em homenagem a Curitiba

São 6 coquetéis, ao preço fixo de R$ 18, feitos com ingredientes locais. Menu será servido até o fim de julho

por Talita Boros Voitch Publicado em 29/03/2018 às 13h
Compartilhe

O Cosmos G/astrobar lança nesta quinta-feira (29) um cardápio inspirado em Curitiba, em homenagem ao aniversário da cidade. O menu “Cosmo Curitibano” tem 6 coquetéis, ao preço fixo de R$ 18, desenvolvidos com ingredientes locais como mate, café e cachaça paranaense. O menu será servido até o fim de julho.

  • Conte os Causos combina rum, xarope artesanal de mate tostado, tônica orgânica e limão. No lugar do canudo, o coquetel leva uma bomba para chimarrão. Foto: Divulgação
  • Enedina homenageia a primeira engenheira negra do Brasil, Enedina Alves Marques nascida em 1913 em Curitiba. O drink é feito com Steinhäger, bitter italiano, vermute infusionado em barril de carvalho e café do Projeto Consolida. Foto: Divulgação
  • Pingado Maldito tem cara de pingado – vem em um copo americano – e é feito com vodca, café filtrado, leite e triple sec. Foto: Divulgação
  • Conde Polaca faz alusão ao escritor Dalton Trevisan. O drink é feito com ingredientes secretos. Foto: Divulgação
  • Seu Talão Vale um Milhão leva Brasilberg (bebida à base de ervas aromáticas da Amazônia), Arak, abacaxi, saquê, xarope de pipoca e limão. Foto: Divulgação
  • Quem? Onde? Quando? é feito com cachaça da Família Bassi, de Santa Mariana, no Norte do estado, mel, mate, limão e gelo. Foto: Divulgação
  • Conte os Causos combina rum, xarope artesanal de mate tostado, tônica orgânica e limão. No lugar do canudo, o coquetel leva uma bomba para chimarrão. Foto: DivulgaçãoConte os Causos combina rum, xarope artesanal de mate tostado, tônica orgânica e limão. No lugar do canudo, o coquetel leva uma bomba para chimarrão. Foto: Divulgação
  • Enedina homenageia a primeira engenheira negra do Brasil, Enedina Alves Marques nascida em 1913 em Curitiba. O drink é feito com Steinhäger, bitter italiano, vermute infusionado em barril de carvalho e café do Projeto Consolida. Foto: DivulgaçãoEnedina homenageia a primeira engenheira negra do Brasil, Enedina Alves Marques nascida em 1913 em Curitiba. O drink é feito com Steinhäger, bitter italiano, vermute infusionado em barril de carvalho e café do Projeto Consolida. Foto: Divulgação
  • Pingado Maldito tem cara de pingado – vem em um copo americano – e é feito com vodca, café filtrado, leite e triple sec. Foto: DivulgaçãoPingado Maldito tem cara de pingado – e vem em um copo americano – e é feito com vodca, café filtrado, leite e triple sec. Foto: Divulgação
  • Conde Polaca faz alusão ao escritor Dalton Trevisan. O drink é feito com ingredientes secretos. Foto: DivulgaçãoConde Polaca faz alusão ao escritor Dalton Trevisan. O drink é feito com ingredientes secretos. Foto: Divulgação
  • Seu Talão Vale um Milhão leva Brasilberg (bebida à base de ervas aromáticas da Amazônia), Arak, abacaxi, saquê, xarope de pipoca e limão. Foto: DivulgaçãoSeu Talão Vale um Milhão leva Brasilberg (bebida à base de ervas aromáticas da Amazônia), Arak, abacaxi, saquê, xarope de pipoca e limão. Foto: Divulgação
  • Quem? Onde? Quando? é feito com cachaça da Família Bassi, de Santa Mariana, no Norte do estado, mel, mate, limão e gelo. Foto: DivulgaçãoQuem? Onde? Quando? é feito com cachaça da Família Bassi, de Santa Mariana, no Norte do estado, mel, mate, limão e gelo. Foto: Divulgação

>>Não é mais o rock que faz de Curitiba a Seattle brasileira: é o café!

Os drinks foram batizados com nomes que fazem referência à história da cidade, personagens ilustres e outros momentos relevantes dos 325 anos de Curitiba. Entre as criações, destaque para o Conte os Causos, que combina rum, xarope artesanal de mate tostado, tônica orgânica e limão. No lugar do canudo, o coquetel leva uma bomba para chimarrão.

O Enedina homenageia à primeira engenheira negra do Brasil, Enedina Alves Marques nascida em 1913 em Curitiba. O drink é feito com Steinhäger, bitter italiano, vermute infusionado em barril de carvalho e café do Projeto Consolida, que tem mulheres em toda sua cadeia de produção.

O Conde Polaca faz alusão ao escritor Dalton Trevisan. Por sua vida reclusa, o drink é feito com ingredientes secretos. O que o Bom Gourmet sabe sobre ele é que tem sabor amargo e cítrico e leva Campari como bebida principal.

Já o Pingado Maldito tem cara de pingado – vem em um copo americano – e é feito com vodca, café filtrado, leite e triple sec. O Seu Talão Vale um Milhão relembra um episódio da época do governo de Moisés Lupion e leva Brasilberg (bebida à base de ervas aromáticas da Amazônia), Arak, abacaxi, saquê, xarope de pipoca e limão.

A equipe do Cosmos também criou um drink feito totalmente com ingredientes de produtores locais – inclusive o copo de cerâmica – para mostrar o que desejam para os próximos 325 anos de Curitiba. É Quem? Onde? Quando?, feito com cachaça da Família Bassi, de Santa Mariana, no Norte do estado, mel, mate, limão e gelo.

O cardápio tem ainda três opções de comida. De entrada, um disco de tapioca com guacamole (R$ 20) e de prato principal, um arroz com karê de mandioca e pinhão (R$ 30). A sobremesa é um sorvete de goiaba, goiabada da terra, cacau e café (R$ 16).

>>> Como Curitiba se tornou um dos principais polos de cerveja artesanal do país
>>> Pururuka é o novo restaurante de Curitiba que só serve carne suína

Compartilhe

8 recomendações para você