Publicidade

Bebidas

Curiosidade

Destilaria cria vodca feita com a neblina de São Francisco

por

A bebida, feita com a chamada “fog” da cidade californiana, é vendida a US$ 125 cada garrafa

Compartilhe

A cidade de São Francisco, na Califórnia, produz uma das mais fascinantes imagens do mundo quando está coberta pela neblina da baía. E a sua imagem mais icônica em dias assim, a ponte Golden Gate, serviu de inspiração para uma destilaria criar uma bebida com a cara de lá.

A Fog Point é a primeira vodca do mundo feita com água de neblina. Foto: Divulgação

A Fog Point é a primeira vodca do mundo feita com água de neblina. Foto: Divulgação

Lançada no segundo semestre de 2017, a Fog Point é a primeira vodca do mundo feita a partir da condensação de água da neblina. A ideia da master distiller Caley Shoemaker foi “fazer uma vodca para falar também sobre o meio ambiente e a seca, e captar a água de uma maneira muito diferente e criativa”, disse ela em entrevista a uma emissora local de televisão.

Caley conheceu uma espécie de “captador de neblina” muito usado no Nepal, que consiste em uma tela de fios entrelaçados onde as gotículas de água ficam presas durante o nevoeiro. Depois, quando ficam mais pesadas, as gotas pingam em uma calha e descem para um tanque onde são acumuladas. Em um dia de neblina forte, se pode coletar até quatro litros de água. São quatro captadores instalados em São Francisco.

Depois, a água captada da neblina é diluída com o álcool base usado para a produção de vodca. Normalmente, a bebida é feita a partir de grãos de trigo, cana, batata, beterraba, entre outros. Mas, no caso da Fog Point, a destilaria optou por usar um vinho branco biodinâmico local, produzido pela Boony Doon Vineyard.

A destilaria da Fog Point sugere usá-la em drinks, como o Bay Laurel Martini, ou consumi-la pura. Foto: Divulgação

A destilaria da Fog Point sugere usá-la em drinks, como o Bay Laurel Martini, ou consumi-la pura. Foto: Divulgação

A produção da vodca começa com o aquecimento do vinho até que ele se evapore e se extraia o álcool puro a 190°. Depois, a destilaria adiciona a água condensada da neblina, o que diminui o nível alcoólico para 80°. Toda essa técnica, com o uso de “captadores de neblina” e do vinho biodinâmico, tem o seu preço: cada garrafa de 700 ml de Fog Point é vendida a US$ 125.

Atualmente, não há importadoras no Brasil que vendam a Fog Point, e também não há disponibilidade na loja virtual da destilaria. Quem quiser provar a “vodca de neblina” precisa ir a um dos 26 bares da Califórnia, Nova York e Flórida que oferecem a bebida, em coquetéis ou ‘shots’ puros.

LEIA MAIS:
>> Drink de bartender de Curitiba disputa título de “novo clássico”
>> 10 drinks refrescantes para fazer em casa e curtir o calor
>> Drinks refrescantes: aprenda duas receitas com prosecco e frutas cítricas

Compartilhe
Publicidade

Assine a Gazeta do Povo e receba mensalmente o Bom Gourmet.