Sem tempo para cozinhar? Confira 5 truques que vão facilitar sua vida
| Foto: Leticia Akemi

Quem gosta de cozinhar mas não tem o hábito de preparar refeições todos os dias costuma ter a mesma reclamação: cozinhar demanda tempo. É claro que parte da graça de estar entre as panelas é justamente ter paciência para esperar o alimento ficar pronto. Mas, no dia-a-dia, é possível ganhar tempo com algumas técnicas simples.

O Bom Gourmet conversou com professores de gastronomia para listar os principais truques – testados e aprovados – que vão fazer o cozinheiro amador finalizar pratos em bem menos tempo. Confira:

A panela quente desidrata a superfície do alimento e doura de forma mais rápida. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo.
A panela quente desidrata a superfície do alimento e doura de forma mais rápida. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo.| Gazeta do Povo

1) Tudo na panela de pressão

A panela de pressão não só acelera a cocção de carnes e legumes, mas também é aliada na preparação de molhos e sobremesas. É possível preparar um demi-glace (molho clássico com base de carne e legumes), que normalmente precisa de um dia no fogo, mas na pressão fica pronto em mais ou menos uma hora. “É o que a gente chama de demi-glace a minuto”, afirma o professor de gastronomia da Universidade Positivo Eudemar Cavalcanti.

Neste método rápido, para uma quantidade de aproximadamente dois litros e meio de caldo, é necessária aproximadamente uma hora na pressão. Antes de fechar a panela, a carne e os ossos precisam ser refogados por 30 minutos para dourar bem. Depois cubra os ingredientes com água e coloque na pressão por mais 30 minutos.

Na pressão, o demi-glace precisará ser encorpado com um engrossador, porque não será suficientemente reduzido. Use uma mistura de farinha com manteiga.

O pudim de leite também pode ser feito em pouco tempo se colocado na pressão. Em quatro minutos, a sobremesa ganha forma – muito mais rápido que preparado ao forno, onde fica por cerca de 40 minutos. A receita é a mesma: se unta a forma com caramelo, adiciona a mistura de leite condensado e ovos na assadeira.

Ao colocar o doce na pressão, é preciso completar a panela com quatro dedos de água antes de colocar a forma com o preparado de pudim. Um calço de metal, pode ser um aro ou uma forminha pequena de alumínio, vai evitar que a forma do pudim entre em contato direto com o fundo da panela de pressão – uniformizando todo o calor durante o cozimento.

2) Micro-ondas para os legumes

Legumes como cenoura, batatas e abóboras cozinham mais rapidamente se colocados num saco plástico hermético próprio para micro-ondas e aquecidos no aparelho. “Essa técnica é bem simples, só não pode esquecer do choque térmico [quando o alimento quente é mergulhado rapidamente na água gelada para cessar o cozimento]”, explica o especialista. Aqui, o choque pode ser feito com o alimento dentro do saquinho ou não — a escolha fica a critério do cozinheiro.

O chef britânico Jamie Oliver, em seu livro ’30 minutos e pronto’ usa a mesma dica. Jamie cozinha batatas usando uma vasilha de vidro envolta de plástico filme. O truque funciona com quase todos os tubérculos, mas não é recomendado para legumes verdes. Isso porque alimentos verdes como a vagem e o brócolis perdem coloração e saem do ponto de cozimento facilmente.

O tempo de cozimento depende do legume e também da potência do micro-ondas. Até da quantidade e até da maneira como ele é cortado. O ideal é cozinhar aos poucos, primeiro a cada 4 minutos e depois cada dois minutos, checando o ponto com um garfo.

Cortar a carne em pedaços antes de assar, acelera o processo de cocção. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo.
Cortar a carne em pedaços antes de assar, acelera o processo de cocção. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo.| Fernando Zequinão

3) Panelas sempre bem aquecidas

Um erro bem comum entre cozinheiros amadores é colocar o alimento na panela fria. “Primeiro se esquenta a panela, depois o óleo, e aí é que o ingrediente é refogado”, ensina o professor de gastronomia da Universidade Rural de Pernambuco Caio Veríssimo.

Quando a panela está quente, a gordura desidrata a superfície do alimento e doura o ingrediente de forma mais rápida. Por isso a carne é selada em menos tempo e não perde suculência.

4) Supere o preconceito ao amido de milho 

Ao preparar um creme ou até um doce que precisa ficar encorpado, vá de amido de milho para economizar tempo. Uma colher de sopa rasa de amido de milho dissolvido em água fria é suficiente para engrossar mais ou menos dois litros de uma sopa cremosa, um molho de carne ou um creme de confeiteiro.

A dica aqui é jogar o amido dissolvido em água aos poucos até chegar ao ponto desejado, pois a consistência da preparação muda em segundos. A farinha de trigo precisa cozinhar, já o amido é rápido e não deixa o sabor de farinha crua.

De acordo com o professor Eudemar Cavalcanti, existe um preconceito em relação com engrossadores. “Se você precisa acertar a consistência do caldo, não há problemas em usar uma pequena quantidade de farinha”, acrescenta ele.

5) Marinada express

Se você esqueceu de temperar a carne – seja uma peça bovina, uma ave ou até um peixe – de um dia para o outro, invista em uma técnica de marinada que vai economizar tempo. Processar uma mistura de cebola, cenoura e salsão com algumas ervas é uma solução. “Ao processar os temperos e coar, o líquido pode ser base para temperar uma carne em duas horas”, ensina Cavalcanti.

Cortar a peça de carne em pedaços menores também faz o tempero agir mais rápido. Isso também vale para a hora de assar. Um pernil de porco, por exemplo, que normalmente demora cinco horas de cozimento, pode assar mais rápido se a carne for cortada em fatias ou cubos.

VEJA TAMBÉM

>>> Método para cozinhar alimentos a vácuo pode ser útil para cozinheiros amadores

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]