Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Novo formato do troféu conecta passado e futuro do prêmio.
Novo formato do troféu conecta passado e futuro do prêmio.| Foto: Rodrigo Pierrot

Abraço. Uma ação tão simples, que tem diversos significados e do qual sentimos tanta falta durante todos esses meses de pandemia. Um abraço é o que o Bom Gourmet traz para cada um dos cerca de 300 estabelecimentos que são reverenciados na edição 2021 da premiação, que marca a retomada do evento e reconhece o trabalho, a força e a resiliência de quem precisou se reinventar para manter suas portas abertas e oferecer um pouco de conforto neste período intenso – afinal, uma boa comida é como um carinho, não é mesmo?

Mas como tornar físico um reconhecimento e um agradecimento tão especiais? Para responder a essa pergunta, o Bom Gourmet convidou um dos mais reconhecidos e talentosos estúdios multidisciplinares de design de Curitiba, a Amowa Design, para assinar o novo conceito do troféu do prêmio.

“A equipe do Bom Gourmet en­­trou em contato conosco com este desafio de criarmos um símbolo para um prêmio que fosse uma celebração, que refletisse a mudança pela qual passamos. Para isso, trouxemos toda a bagagem do prêmio, revisitamos os troféus anteriores, unimos o design gráfico e de produto para comunicar o prêmio como uma unidade e dar continuidade a ele”, explicam os designers Fabiana Westphal e Riorgior Ranger, à frente da Amowa Design e reconhecidos por prêmios como Brasil Design Award e iF De­­sign, que estão entre as principais premiações nacionais e internacionais do design.

Um novo momento, um novo prêmio

Diferentemente das edições anteriores do evento, neste ano o Prêmio Bom Gourmet não elege o vencedor de cada categoria, mas, sim, celebra centenas de “vencedores”. Diante disso, o grande volume de troféus a serem produzidos foi um dos primeiros desafios da nova proposta, que traz um certificado de reconhecimento que será entregue para cada um dos estabelecimentos e profissionais.

prêmio
Fabiana Westphal e Riorgior Ranger, à frente da Amowa Design, assinam o conceito do troféu.| Rodrigo Pierrot

Em um formato que remete a um cardápio, ele poderá ser exposto de diferentes maneiras (aberto, emoldurado, entre outros), para que os clientes possam identificar a chancela dessa tradicional premiação. Esse reconhecimento, inclusive, será facilmente identificado pela forma que é o símbolo desta nova fase.

“Trouxemos para o novo formato do prêmio uma silhueta forte, que remete ao Bom Gourmet de hoje, mas sem deixar de lado o que ele já foi. Esta silhueta faz uma conexão com a ancestralidade, as edições anteriores do prêmio e com o “B” do Bom Gourmet. É como uma joia, que não precisa ser o centro das atenções para ter seu valor reconhecido”, detalham os designers. “Para chegar até aqui, fomos entender o que é um troféu, de onde ele vem, o porquê de ele existir. Então, notamos que não fomos convidados para fazer só um troféu, mas um sistema, uma arquitetura que remodelasse o Prêmio Bom Gourmet e que se estendesse e pudesse atender as mudanças que podem acontecer nos próximos anos”, lembram.

A partir deste pensamento, a nova proposta contempla não somente o certificado e sua versão em acrílico, que serão entregues aos estabelecimentos reverenciados e aos melhores do ano, mas permite outros desdobramentos do prêmio, que incluem um troféu para o “best of the best” e uma homenagem para as referências do setor.

“Neste ano, o evento não inclui os dois últimos, mas gostaríamos de ter o do próximo prêmio desenhado por nós, por isso, já propusemos também uma identidade para ambos. Depois, nossa proposta é a de indicar outros escritórios e artistas que possam assinar intervenções no troféu, como novos materiais, grafismos e processos trabalhados sobre o mesmo formato”, acrescentam.

O objetivo é fazer do prêmio dinâmico, criar conexões entre ele e outras áreas nas quais os paranaenses também se destacam e torná-lo colecionável. “Isso mantém a unidade em versões diferentes. Um estabelecimento que ganhar o prêmio três vezes, por exemplo, terá três troféus diferentes, porém facilmente reconhecidos como sendo do Bom Gourmet”, explicam Fabiana e Riorgior.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]