Produtos & Ingredientes

História

Fábrica em Campo Largo produz torradas que quebram menos

Segundo a Charlotte, uma das maiores fabricantes de pães do país, o segredo das torradas crocantes é a receita da massa e parte do processo de produção que é manual

por Bom Gourmet Publicado em 12/02/2017 às 09h
Compartilhe

Fica em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, uma das maiores fábricas de pães do Brasil – e grande parte do que é produzido por lá tem um destino específico: virar torrada. Com receita elaborada de forma a diminuir a quebra e manter a crocância, a Charlotte produz sabores como laranja, frutas vermelhas e maçã com canela para diferentes marcas brasileiras.

A Charlotte produz pães de marca própria e também para outras marcas – as torradas Wick Bold, por exemplo, são feitas por lá. Além disso, fica a cargo deles também a produção para marcas próprias de alguns supermercados no Brasil todo, como a Dia% e Carrefour. A empreitada mais recente da empresa Charlotte foi a criação de uma segunda marca, a San Mazzarino, que levou cerca de dois anos e meio entre pesquisa, projeto e criação. Lançada há poucas semanas, a San Mazzarino tem torradas de quatro tipos: integral, com laranja, multigrãos e tradicional.

sanmazzarino5

A San Mazzarino tem torradas de quatro tipos. Foto: Divulgação

 

A novidade fica por conta da de laranja, pensada especificamente para quem adora comer torradas com geleia. Todas vêm em embalagens de 140 g – dentro delas, porém, as torradas vêm embaladas em sachês menores, de três unidades cada.

“Nosso processo de produção não é todo automatizado, temos um procedimento qualificado e um cuidado especial, que começa na receita e na preparação dos ingredientes que vão virar torrada mais tarde”, diz Pedro Carvalho, gerente industrial da fábrica para justificar o fato de as torradas quebrarem menos, mas serem crocantes. A Charlotte tem capacidade para produzir até 2,5 mil pães por hora e esse número deve aumentar em breve, com a chegada de mais um forno. Do total da produção, cerca de 70% viram torrada.

Foto: André Rodrigues.

Foto: André Rodrigues.

A fabricação dos pães começa com a separação dos ingredientes para a receita – eles são todos pesados. Depois são misturados com água e a massa descansa por um tempo, para que o processo de fermentação comece.

Foto: André Rodrigues.

Foto: André Rodrigues.

Foto: André Rodrigues.

Foto: André Rodrigues.

A massa em seguida é cortada em porções, modelada e colocada em formas, para depois ser encaminhada a uma espécie de estufa onde a temperatura é de 36 graus.

Foto: André Rodrigues.

Foto: André Rodrigues.

A massa será então assada. Na  fábrica, há três fornos com capacidade para 400 pães cada e outro com capacidade para 2,5 mil pães de uma só vez (neste forno, o processo leva 38 minutos).

charlotte10_

Foto: André Rodrigues.

Os pães são fatiados e colocados em bandejas, onde serão novamente assados – para aí sim virarem torradas. Depois, são separadas e embaladas.

Foto: André Rodrigues.

Foto: André Rodrigues.

História

Fundada em 1986, a Charlotte Pães foi comprada por Sérgio Prosdócimo em 2000. “Naquela época, o negócio não ia muito bem, não…”, comenta o atual proprietário. Por isso, ele, que tinha mais conhecimento em eletrodomésticos (já que anteriormente ele comandava a empresa que leva seu sobrenome, famosa pela fabricação de geladeiras e refrigeradores) foi em busca de alguém que entendesse do negócio. Achou Pedro Carvalho, que tinha uma empresa do ramo em Joinville, e o trouxe para comandar a linha de produção da Charlotte, onde está até hoje – e é um dos responsáveis pela criação das torradas diferentes, como a de laranja da San Mazzarino.

 

Fábrica de pães Charlotte. Localizada em Campo Largo, região metropolitana de Curitba, a fábrica distribui pães para marcas nacionais. No momento está investindo num mix de torradas com sabor, um produto visando a exportação. Foto: André Rodrigues / Gazeta do Povo

Fábrica de pães Charlotte. Localizada em Campo Largo, região metropolitana de Curitba, a fábrica distribui pães para marcas nacionais. No momento está investindo num mix de torradas com sabor, um produto visando a exportação. Foto: André Rodrigues / Gazeta do Povo

***

Leia mais:

>>> Drink Submarino, do Bar do Alemão, completa 35 anos

>>> Cervejaria pub se destaca em pleno Caminho do Vinho em São José dos Pinhais

Tags: pão
Compartilhe

8 recomendações para você