Produtos & Ingredientes

Feira apresenta novidades da alimentação

Café do Norte Pioneiro, mel de Ortigueira, queijos de Minas Gerais e equipamentos para cozinha foram destaque no Encontro Nacional Abrasel, em Curitiba

por Júlia Ledur, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 02/07/2016 às 10h
Compartilhe

Cerca de 20 expositores apresentaram novidades e produtos de excelência na feira que foi realizada nesta quinta (30) e sexta (10) durante o 26º Encontro Nacional Abrasel, na Universidade Positivo.

Indicação Geográfica

Três estandes apresentaram produtos fabricados no Paraná que conquistaram o selo de Indicação Geográfica, título que agrega valor aos alimentos, reconhecendo a qualidade.

O café do Norte Pioneiro, produzido pelo Empório Café da Casa, foi o primeiro a conquistar o selo de Indicação Geográfica. Características da região, como as terras de origem vulcânica, concedem à bebida um sabor único, com nuances de acidez cítrica e aromas que remetem a frutas, florais, caramelo e chocolate. O café também possui o selo Alimentos do Paraná, concedido pelo Sebrae, que reconhece boas práticas na fabricação de produtos alimentícios. Os grãos do Norte Pioneiro também estão na composição da Coffee IPA, American Ale produzida pela cervejaria Insana, em Palmas, no sul do estado.

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

O grão, com nuances cítricas e frutais, também está na composição da Coffee IPA. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

O mel de Ortigueira também tem o selo de Indicação Geográfica, além de possuir o título de Denominação de Origem. A diferenciação do produto se deve à vegetação específica da região, a florada, com plantas como capixingui e assa-peixe. Isso faz com que o mel produzido seja suave e palatável, com cor mais clara do que o comum. São aproximadamente 500 toneladas produzidas por ano. Por enquanto o produto ainda não é comercializado, mas a intenção dos produtores e viabilizar o processo de venda até o final deste ano.

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

O mel de Ortigueira possui o selo de Indicação Geográfica e o título de produto de Denominação de Origem. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Já a goiaba de Carlópolis foi o produto paranaense que recebeu o selo de Indicação Geográfica mais recentemente. A cultura, introduzida na região pela imigração japonesa, rende uma média de 15 toneladas por hectare por ano. As frutas são embaladas em envelopes de papel individualmente quando estão com aproximadamente 2 centímetros de diâmetro, para evitar que algum inseto ou animal danifique a fruta. No cultivo é utilizada uma quantidade mínima de pesticidas.

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

A goiaba de Carlópolis utiliza uma quantidade mínima de agrotóxicos. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

>>> Goiaba de Carlópolis conquista selo de Indicação Geográfica

***

Salgados de mandioca

A marca Oyshi, de Paranavaí, que  também exibe o selo Alimentos do Paraná, expôs salgados feitos com mandioca como coxinhas, bolinhos de pizza, bacalhau, risoles, kibe e pão de queijo.Há as opções de produtos fritos ou para fritar. Os temperos utilizados nos salgados são frescos, colhidos diretamente na horta da indústria. Em Curitiba, os produtos são vendidos nos supermercados Mercadorama e Big.

***

Ypy Sorvetes Premium

feira encontro nacional abrasel sorvete

Linha de sorvete chega a Curitiba. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo.

A marca de sorvetes catarinense Ypy, que está em Curitiba desde janeiro, apresentou duas linhas de produtos: os clássicos e os especiais, feitos sem açúcar e sem lactose. A primeira linha tem doze sabores, como pistache, café e os destaques doce de leite e chocolate holandês. Já na segunda, estão sabores como limão siciliano, uva e três sorvetes com Whey Protein: avelã, amendoim e chocolate. A marca já tem 70 pontos de venda em Curitiba.

***

Queijos

queijos abrasel feira curitiba 2016

Os queijos da Natural de Minas agora têm representação em Curitiba. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo.

A empresa de produtos lácteos Galáctica, que representa a Natural de Minas, de Barbacena, em Minas Gerais. O estande da feira trouxe o Queijo do Reino, famoso no Nordeste do país, além de outros tipos como coalho, minas padrão, prato, parmesão e muçarela, e o doce de leite da marca mineira. Por enquanto, não há pontos de venda em Curitiba, mas os produtos podem ser encomendados pelo e-mail galacticapl@gmail.com.

***

Higienização de alimentos

feira encontro nacional abrasel figo

O produto da Ecolab retira a camada de cera da fruta. Nas pontas, as frutas que entraram em contato com o produto de ácido láctico. No centro, as frutas que foram higienizadas com cloro. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

A multinacional Ecolab apresentou na feira duas novidades: o desengordurante que preserva os utensílios de cozinha, pois não agride o alumínio, e um produto de higienização de alimentos à base de ácido láctico, que oferece economia de água e praticidade. Com higienizador, o alimento precisa ficar 90 segundos em contato com o produto e não precisa ser enxaguado – o que não acontece com produtos convencionais feitos de cloro, nos quais o alimento precisa ficar imerso por 15 minutos e há a necessidade de lavagem posterior. A venda da linha de produtos Ecolab é feita por meio do site da marca ou pelo telefone 0800 704 1409.

***

Equipamentos para cozinha

maquina de sorvete curitiba feira abrasel

Máquina de sorvete da Robo Innovations. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo.

O expositor da Topema apresentou a linha Innovations, que tem equipamentos tencológicos, práticos e ecologicamente corretos. Um deles é a processadora de resíduos orgânicos, uma máquina que transforma todo o resíduo orgânico gerado nas cozinhas em uma biomassa, que pode ser utilizada como adubo, base para ração animal ou combustível renovável, além de produzir água limpa para reuso.

Outra inovação apresentada pelo expositor foi o fogão móvel, com cocção por indução, tecnologia que permite maior rapidez no cozimento sem transmitir calor ao ambiente, e com coifa sem duto, que elimina odores, fumaças e vapores.

A marca expôs ainda o Robo Innovations, uma máquina de sorvetes que prepara e serve automaticamente o produto ao cliente, e ainda realiza a cobrança. É possível escolher a opção com ou sem massa de sorvete, o tamanho do copo e os tipos de cobertura. O investimento para adquirir a máquina, que permite configurações personalizadas, é de R$ 98 mil.

Compartilhe

8 recomendações para você