Bebidas

Evento

Feira mostra “poder de fogo” de importadora nacional

Grand Tasting 2013 apresentou 110 rótulos importados pela Grand Cru, com destaque para vinhos bem pontuados e respeitados pelos apreciadores da bebida

por Gilson Garrett Jr. Publicado em 15/05/2013 às 17h
Compartilhe
Valterci Santos/Divulgação

Na noite desta terça-feira (14) foi realizado o Grand Tasting 2013, uma degustação da importadora Grand Cru para apresentar seus rótulos a empresários da área de gastronomia, sommeliers, especialistas e, claro, ao público em geral.

No total, foram expostos 110 rótulos provenientes de 20 vinícolas de países como Chile, Argentina, Itália, França, Espanha e África do Sul – demonstrando um bom arsenal de opções nas lojas próprias ou que trabalham com produtos da empresa.

Curitiba abriu o evento nacional deste ano, que também será realizado nas cidades de Florianópolis, Brasília, Campinas, Belém, São Paulo, Rio de Janeiro, Macaé e Natal.

A reportagem experimentou alguns dos rótulos apresentados. O champagne Gosset Brut Excellence foi um deles. Recomendado por especialistas para iniciar jantares e harmonizações, o rótulo apresentou-se bem refrescante e com notas minerais.

No stand da vinícola argentina Viña Cobos, a gerente de marketing e vendas, Carina Moyano, explicou que os vinhos da marca variam muito a cada safra porque cada uma tem um tempo de barrica diferente – que garante características mais frutadas ou mais defumadas.

No primeiro degustado, o Cobos Felino Malbec 2011, as notas de frutas vermelhas, como framboesa, se destacavam. Já o Cobos Bramare Malbec Vale del Uco 2010 mostrou, no nariz, muitas diferenças em relação ao primeiro. Uma delas foi um cheiro de defumado. Na boca, era mais complexo e confirmava as notas que se apresentavam ao olfato. O Cobos Bramare Malbec Marchiore Vineyard 2007, terceiro degustado, tem 96 pontos na avaliação de Robert Parker (respeitado crítico de vinhos norte-americano). Na boca, justificava a avaliação alta. Notas de madeira e defumado eram muito presentes.

Entre os outros rótulos degustados, surpresa com o sul-africano Klein Constantia Estate Sauvignon Blanc 2012. A vinícola fica na região da Cidade do Cabo, onde a uva branca se desenvolveu bastante. O vinho é fresco e aromático, com característica de frutas cítricas como o limão e maracujá.

Todos os vinhos expostos no evento estão disponíveis para compra na loja da Grand Cru, que fica na Rua Pasteur, 90, Batel.

Pontuados

Além do argentino Cobos Bramare Malbec 2007, com 96 pontos na avaliação do crítico norte-americano Robert Parker, outros rótulos bem pontuados foram apresentados.

O Triple C 2007, da chilena Viña Santa Rita, foi um dos mais disputados. Produzido a partir de três variedades de uvas (cabernet franc, cabernet sauvignon e carménère), o vinho tem 90 pontos Parker, 90 pontos no Wine Spectator e 93 pontos no Wine Spirit (estas duas últimas respeitadas publicações de enologia).

Segundo Juan Pablo Michelini, enólogo e proprietário da Zorzal, da região de Mendonza, na Argentina, o diferencial dos vinhos se deve ao solo calcário onde as vinhas são cultivadas. “Esse tipo de solo proporciona um aroma mais mineral ao vinho”, disse Michelini, destacando o Field Blend 2010, com 94,4 pontos Parker.

Compartilhe

8 recomendações para você