Eventos

Minas Gerais

Autêntica culinária mineira é protagonista de festival que comemora os 300 anos de Tiradentes

Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes (MG) será realizado entre os dias 24 de agosto a 2 de setembro e volta às origens da culinária mineira

por Lorena K. Martins, de Belo Horizonte, especial para Bom Gourmet Publicado em 24/08/2018 às 14h
Compartilhe

Em 2018, a pequena e charmosa Tiradentes, cidadezinha mineira da região dos Campos das Vertentes, completa 300 anos e seu mais tradicional festival não deixaria de comemorar esse momento tão importante. Por isso que entre os dias 24 de agosto e 2 de setembro será realizado o 21º Festival Cultura e Gastronomia Tiradentes e nada mais justo do que homenagear a culinária mineira.

Foto: Rodrigo Sampaio

Desde quando surgiu há 21 anos, o evento prezou pelo intercâmbio de ingredientes e sabores típicos de outras regiões do Brasil e também de outros países. Já tiveram edições em que a França e a Espanha foram homenageadas, criando um link com a gastronomia mineira.

“O Festival de Tiradentes começou nos anos 90, quando a cozinha ainda era muito voltada pra fora, ou seja, o que era bom vinha de outros países. Ao longo dos ano, o evento passou por um processo de ‘abrasileiramento’ e foi incorporado uma plataforma de pesquisa de cozinha brasileira e, portanto, de valorização do que é nosso”, sintetiza Luiza Fecarotta, curadora do evento que também acredita que tudo isso é um reflexo do movimento encabeçado pelo chef Alex Atala, de voltar-se para o Brasil.

De fato, desde que Plataforma Fartura – Comidas do Brasil assumiu, em 2012, a função de fazer expedições gastronômicas pelo país afora, o festival passou a olhar mais “para dentro”, valorizando tanto chefs quanto os insumos garimpados e redescobertos na cozinha brasileira para ser a base da curadoria gastronômica do evento.

“Nessas expedições a gente faz um mapeamento do trajeto da comida. Como o ingrediente é tratado pelo homem no campo, qual seu percurso até chegar a uma cozinha, integrar uma receita e ir à mesa? Tentamos levantar todos esses elementos”, explica Luiza que já coletou informações sobre chefs, produtores, produtos, ingredientes, mercados e receitas.

O retorno do charme dos festins

Entre os destaques desta edição do Festival de Tiradentes está a volta dos luxuosos festins, após uma ausência de três anos. A pedidos do público, os jantares em quatro tempos harmonizados com vinho acontecem na Pousada Escola Senac e homenageiam, principalmente, as culinárias do Ceará e do Pará. França também estará presente em dois festins, além de Portugal – país em que a plataforma Fartura já realizou uma edição de seu festival.

Torresmo de barriga da Bitaca da Leste. Foto: Divulgação

No dia 24 de agosto, o chef de Fortaleza Léo Gonçalves, do restaurante O Mar Menino, convida o mineiro Ronie Peterson, do Senac MG. Já no dia 25 de agosto, o chef Luís Espadana, do português A Tasca da Esquina (SP) cozinha com o renomado mineiro Léo Paixão, do Glouton. O mineiríssimo Flávio Trombino, do tradicional Xapuri, assume a cozinha no dia 31 de agosto, com o paraense Saulo Jennings, de Alter do Chão. “Saulo é reconhecido por cunhar a expressão ‘cozinha tapajônica’ e mostrar que a cozinha amazônica não é única, são várias”, pondera. E o chef Ivo Faria, presença constante no Festival, cozinha com a chef francesa Charlène Estevao e o chef Luciano Avelar, do Senac MG, no dia 1º de setembro.

Foto: Bruno Senna

“Os festins são momentos de confraternização à mesa, em que você está mais atento e voltado para a comida, que é uma coisa efêmera. É uma ocasião na qual temos a oportunidade de prestar atenção na comida e experienciar um ritual. Também reforça e estimula a interação com os produtores, com os cozinheiros –existe um empenho em aproximar todas essas ramificações da cadeia do consumidor”, diz Luiza.

É claro que, para comandar tanto esses festins quanto a programação de restaurantes nas praças da cidade e palestras com degustações gastronômicas, a curadora deixa claro que priorizou a presença de chefs e produtores mineiros, sobretudo os que vivem na cidade mas também de outras regiões de Minas Gerais. “Contemplamos ainda chefs mineiros que saíram do estado. É curioso reparar como os chefs mineiros carregam Minas pra fora de Minas e essa é outra referência explícita na curadoria”, diz Luiza.

Portugal vem aí

Se desde 2012 a Plataforma Fartura – Comidas do Brasil tem cruzado o território nacional em busca da origem dos ingredientes e de seu caminho até a mesa, agora as pesquisas miram um novo objetivo: estreitar cada vez mais os laços com Portugal. Em maio deste ano aconteceu uma expedição gastronômica no país lusitano que serviu para a curadoria da segunda edição do Festival Fartura – Comidas do Brasil Lisboa, que será em novembro (ainda sem data definida) por lá. A curadoria explica que a ideia é fazer também uma ação com os chefs brasileiros que residem no país.

>> Cafeterias, baristas e produtores se unem para deixar o café brasileiro ainda mais gostoso

Largo das Forras. Foto: Divulgação

O evento também recebeu o convite para realizar edições em Madri e em Nova York, mas ainda é cedo. “Não queremos dar esse passo ainda, temos um longo caminho a se fazer em Portugal e uma pesquisa enorme no país”, pondera Rodrigo Ferraz, diretor da Plataforma Fartura.

Só no Brasil a plataforma percorreu mais de 70 mil quilômetros e visitou mais de 200 cidades espalhadas em 26 estados e o Distrito Federal visitados. Os Festivais Fartura acontecem em todas as regiões do Brasil neste ano. Já passou por Porto Alegre, em maio, e São Paulo, em agosto, e agora segue para Tiradentes (24 de agosto a 2 de setembro), Belo Horizonte – nas versões tradicional (22 e 23 de setembro) e kids (29 e 30 de setembro), Brasília (20 e 21 de outubro), Fortaleza (10 e 11 de novembro) e Belém (26 e 27 de janeiro/19).

A escolha da cidade que recebe o evento tem que passar por um pré-requisito, como explica Rodrigo Ferraz. “Precisa ter uma identidade gastronômica muito forte. Não pode de deixar levar em consideração as políticas públicas que o governo aplica nesses Estados, que existe uma movimentação em prol da gastronomia, caso do Pará e do Ceará, por exemplo”, diz.

Serviço: 21º Festival Cultura e Gastronomia Tiradentes
Data: 24 de agosto a 2 de setembro
Local: Tiradentes/MG
Programação completa no site: www.farturabrasil.com.br

LEIA TAMBÉM:

>> Tá no sangue: 3 filhos de premiado chef mineiro seguem carreira do pai no fogão

>> Receita de molho alfredo

Compartilhe

8 recomendações para você