Restaurantes

Sabor Popular

Estratégias para vencer a competição

Candidatos ao melhor pastel, feijoada e carne de onça usam redes sociais e o boca a boca

por Carla Rocha e Geanine Ditzel, especial para a Gazeta do Povo Publicado em 04/08/2014 às 14h
Compartilhe
PRÊMIO BOM GOURMET voltar para o hotsite do Prêmio
APRESENTAÇÃO
PATROCÍNIO
Electrolux - logo  Paganini - logo ParkShoppingBarigui - logo

Com votação aberta até quinta-feira (7), a disputa pelo Sabor Popular do Prêmio Bom Gourmet está movimentando os bares e restaurantes curitibanos concorrentes na categoria, em três especialidades: pastel, carne de onça e feijoada. Para acirrar a disputa e chamar a atenção do público, a Gazeta do Povo elaborou um kit promocional que foi enviado a todos os estabelecimentos finalistas – cinco em cada especialidade –, contendo display de mesa, jogo americano, cartaz e flyer. Além destas peças, cada um usa da criatividade para garantir mais votos.

A disputa das feijoadas
As feijoadas que concorrem na categoria já são grandes conhecidas do público, mas para incentivar a votação no site, os proprietários dos locais estão empenhados na divulgação. Toda ação é valida, desde um banner mais elaborado ou um bilhetinho na cesta de temperos até o bate-papo amigo na mesa durante a refeição. Afinal, nada mais convincente para incentivar o voto do que a própria feijoada.

No Bar Baroneza, além do trabalho diário nas redes sociais, os materiais impressos e o display de mesa ajudam a lembrar os clientes de votarem. “O trabalho mais intenso foi num sábado em que fizemos uma abordagem mesa a mesa, falando com cada cliente, explicando por que estamos concorrendo e a importância do voto”, conta a proprietária Edina Andretta.

O Rancho Bonanza usa o kit promocional da Gazeta do Povo para chamar atenção dos clientes. Foto: Divulgação.

O Rancho Bonanza usa o kit promocional da Gazeta do Povo para chamar atenção dos clientes. Foto: Divulgação.

No Rancho Bonanza, estar entre as cinco melhores feijoadas de Curitiba mereceu um banner especial para divulgar que o prato concorre ao Prêmio. O proprietário Rubens Bibow também usa o Facebook e o eficiente boca a boca para que ninguém se esqueça de passar no site do Prêmio e deixar seu voto.

O proprietário do Pantagruel, Octávio Sbalqueiro, começou o trabalho na primeira semana da votação. Ele conta que antes mesmo de receber o material de divulgação, que hoje entrega pessoalmente para cada cliente, já distribuía pequenos pedaços de papel com o endereço do site. “Colocamos um recadinho no cardápio e papéis com o link do site na cesta de temperos de cada mesa”, conta.

Pastéis no páreo
Na disputa entre os pastéis, a corrida para incentivar o voto também está movimentada. Na Caruso Empadas as redes sociais estão lotadas de links e chamadas para a votação. A Pastelaria Brasileira faz a divulgação nas mesas, conversa com os clientes e distribui o material disponibilizado pela Gazeta do Povo.

Na pastelaria Curitiba, que fica no Mercado Municipal, a divulgação é pelo Facebook, mas quase nem é necessária, pois a maioria dos clientes já chega comentando e perguntando como fazer para votar. E o movimento aumentou no local, segundo a proprietária Janete Morais.

Na barraca do Pastel do Vitor, que atua em feiras livres da cidade, além da distribuição dos flyers no balcão ou na sacolinha do pastel para viagem, uma placa foi improvisada para chamar a atenção dos clientes e lembrá-los de acessar o site para votar no melhor pastel.

Mostarda e cheiro verde
Eleger a melhor carne de onça de Curitiba não é tarefa fácil. E os finalistas escolhidos por meio de voto popular são, sem dúvida, unanimidade entre os apreciadores da iguaria. É por isso que esta disputa promete ser voto a voto.

O BarBaran e o Bar do Alemão apostam na tradição e fortalecem a campanha em ações no Facebook, além utilizarem o material promocional disponibilizado pela Gazeta do Povo. Já Wlamir Branco, proprietário da Mercearia Fantinato, diz que se considera vencedor por estar mais uma vez entre os finalistas. Mas garante que o título é sempre bem-vindo.

O Quermesse colocou tablets para os clientes votarem. Foto: Divulgação.

O Quermesse colocou tablets para os clientes votarem. Foto: Divulgação.

O Quermesse e o Bar Martelo lançaram mão de um reforço a mais para divulgar o petisco entre os seus clientes e o público em geral. No Bar Martelo – que prepara a mesma receita há 32 anos – o proprietário Walter Turra está entregando flyers aos frequentadores do local. “Sei que estão votando, agora vamos aguardar o resultado”, diz. No Bar Quermesse a ação é ainda mais pontual. Recentemente, foram disponibilizados tablets aos clientes que provavam a carne de onça “japonesa” para que o voto fosse registrado ali mesmo, no momento em que a iguaria era degustada.

 

Compartilhe

8 recomendações para você