Produtos & Ingredientes

folhas versáteis

Agrião, rúcula e espinafre? Eles são parecidos, mas têm muitas diferenças

Seja picante ou neutro, cada um tem um jeito mais adequado de ir para o prato. Veja as dicas:

por Anna Carolina Amaral especial para a Gazeta do Povo Publicado em 05/02/2017 às 09h
Compartilhe

Elas podem até te confundir no mercado ou na feira, pois têm a mesma coloração verde escura, mas a rúcula, o agrião e o espinafre são folhas com sabores distintos. Segundo a professora do Centro Europeu, Iracema Bertoco, é importante variar o consumo de verduras para não enjoar o paladar. “Não recomendo comê-las juntas, o ideal é intercalar o consumo, pois a monotonia alimentar não é saudável”, completa.

O agrião tem um sabor picante mais acentuado, por isso pode ser usado até como erva aromática, no lugar da salsinha ou cebolinha. A rúcula tem uma picância mais leve e vai bem como acompanhamento em receitas italianas, como pizzas e massas. O espinafre, por sua vez, tem um sabor mais neutro, por isso é ideal para dar cor a massas e panquecas. “Também podemos usar os talos das três verduras, eles ficam uma delícia refogados em omeletes ou farofinhas, para acompanhar as refeições”, afirma Iracema.

Espinafre

Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Devido à alta concentração de ácido oxálico, tóxico quando consumido em grandes quantidades, recomenda-se que as folhas do espinafre sejam sempre escaldadas antes de serem consumidas. Basta ferver água com sal e jogar as folhas por vinte segundos. Em seguida passe as folhas para um recipiente com água fria (para parar o cozimento) e para finalizar esprema o maço para retirar o excesso de água. “Essa ‘massa de folhas’ pode ser usada em omeletes, suflês, sopas e molhos e também é perfeita para dar cor em massas e panquecas. Basta bater no liquidificador com os outros ingredientes da massa”, explica Iracema.

Dica: Congele o espinafre depois de escaldado em porções pequenas para usar em diferentes receitas.

***

Agrião

Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

O agrião fresco tem um sabor picante perfeito para saladas frias com frutas. Para o preparo basta lavar bem as folhas em água corrente e deixar alguns minutos de molho em um recipiente com uma solução de hipoclorito, para matar germes e bactérias que possam ter ficado no alimento. Depois é só rasgar as folhas (para não quebrar as fibras) ou cortar rusticamente, misturar com as frutas de sua preferência e temperar com limão. “Se quiser deixar o prato mais interessante faça uma cama de agrião e sirva as frutas grelhadas em cima, fica lindo e delicioso”, diz a professora.

Dica: Se for usar o agrião em um prato quente, como na rabada, o ideal é colocá-lo fresco na finalização, assim ele não murcha e mantém o sabor acentuado.

***

Rúcula

Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

A rúcula também é mais saborosa crua, em saladas, sucos e molhos. Sua picância é perfeita para substituir o manjericão no pesto, deixando o molho mais leve e menos amargo. A folha também é muito usada como recheio de pizzas e sanduíches. “A rúcula também pode dar cor a massas, basta acrescentar as folhas aos demais ingredientes e bater no liquidificador.

Dica: Para fazer o pesto de rúcula bata no liquidicador um punhado de rúcula (porção que caiba em uma mão), 4 castanhas (na receita original se usa o pinoli), um dente de alho, 1 xícara de azeite e finalize com parmesão e sal a gosto.

Compartilhe

8 recomendações para você